Posts Tagged ‘são josé do rio preto – sp’

  • XII Semana de Pedagogia: Formação de Professores para a Educação do Campo

    Date: 2015.09.05 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s do mundo rural!

    Convite a tod@s: XII Semana de Pedagogia: Formação de Professores: Políticas Públicas, Teorias e Práticas Pedagógicas. Destaque para o minicurso no dia 24 de setembro de 2015 (quinta-feira): 1 – Formação de professores para a educação do campo com o Prof. Dr. Luiz Bezerra Neto Graduado em Filosofia / PUCCAMP e Doutorado em Educação / UNICAMP, Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo – GEPEC / UFSCAR e Coordenador do Curso de Pedagogia da Terra / UFSCar.

    Imperdível! http://semanadepedagogiaibilce.pro.br/2015/

    Até lá, Prof. Fábio Fernandes Villela.

  • Conheça o Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia – NAPRA

    Date: 2015.08.28 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s do Mundo Rural! Tudo bem?

    O Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia é uma organização privada sem fins lucrativos que tem a missão de apoiar as comunidades ribeirinhas e promover a formação de estudantes e profissionais para ação comunitária no contexto amazônico. As comunidades que apoiamos estão localizadas na zona rural do município de Porto Velho, ao norte do Estado de Rondônia, nas proximidades de 3 Unidades de Conservação Federais e em uma extensão de aproximadamente 200 km às margens de um dos mais importantes rios amazônicos – o Rio Madeira. Os membros e voluntários do NAPRA passam por um processo de formação sobre o contexto amazônico incluindo temas referentes à organização social, educação, cultura, saúde, saneamento e trabalho na floresta. A formação, a vivência e a atuação baseiam-se na participação social e na promoção do acesso a políticas públicas que proporcionem melhorias nas condições de vida das comunidades ribeirinhas, com ações pautadas na educação popular.

    Conheça mais o trabalho do NAPRA acessando o site: http://www.napra.org.br/

    Parceiros do NAPRA

    – FAPERP – Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto

    http://www.napra.org.br/wp-content/uploads/2010/05/11931626_733287493443911_279230195_n.jpg

    – UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus de São José do Rio Preto

    http://www.napra.org.br/wp-content/uploads/2010/05/11948178_733287486777245_421121809_n.jpg

    – Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia

    – ICMBIO

    – Instituto Cultural e Socioambiental Minhas Raízes

  • Educação do campo: educar a cidade! Alvarenga e Ranchinho: Rê Rê!

    Date: 2015.07.05 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia Amig@s do Mundo Rural! Tudo bem?

    Hoje é dia de relembrar Alvarenga e Ranchinho, compositores, cantores e humoristas (Murilo Alvarenga, Alvarenga – 1912 – 1978 e Diésis dos Anjos Gaia, Ranchinho – Jacareí, SP – 1913 – 1991).  Veja e reveja Alvarenga e Ranchinho no Ensaio da TV Cultura de 1973 (https://www.youtube.com/watch?v=dHBm961kxGY). Educação do campo: educar a cidade!

    Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    ***

    Em 1928, o trapezista e cantor de tangos Murilo Alvarenga conheceu Diésis dos Anjos Gaia em uma serenata no litoral paulista. Começam a cantar juntos em circos interpretando músicas sertanejas, o que era uma novidade na época. A dupla iniciou-se em 1933, trabalhando no Circo Pinheiro em Santos. Devido às paródias baseadas no governo de Getúlio Vargas, a dupla sofreu algumas perseguições.

    Contavam histórias, faziam sketches cômicas e cantavam suas músicas e logo depois eram, muitas vezes, presos. No mesmo ano, apresentaram-se na Companhia Bataclã em São Paulo.

    Em 1934, a convite do maestro Breno Rossi começaram a trabalhar na Rádio São Paulo. Em 1935, formam com Silvino Neto o trio Os Mosqueteiros da Garoa, que teve curta duração. Ainda naquele ano, venceram o concurso de músicas carnavalescas de São Paulo com a marcha “Sai feia”, de Alvarenga. Trabalharam no filme “Fazendo fita” de Vittorio Capellaro, a convite do Capitão Furtado. Em 1936, dirigiram-se para o Rio de Janeiro indo se apresentar na Casa de Caboclo.

    Começaram a se apresentar na Rádio Tupi no programa “Hora do Guri”. Naquele mesmo ano, gravaram o primeiro disco pela Odeon “Itália e Abissínia”, uma moda de viola com o Capitão Furtado e o cateretê “Liga das Nações”. Em 1936, seguiram para Buenos Aires, onde se apresentaram no Teatro Smart.

    Em 1937, já no auge do sucesso, passaram a fazer parte do elenco do Cassino da Urca, onde apresentavam sátiras políticas além de outros gêneros. Em 1938, obtiveram seu maior sucesso carnavalesco com a marcha “Seu condutor”, em parceria com Herivelto Martins. Ainda naquele ano, a dupla separou-se pela primeira vez.

    Alvarenga fez gravações com Bentinho e também com o grupo chamado “Alvarenga e sua gente”. A dupla se separaria outras vezes ao longo dos 27 anos de carreira.

    Em 1939, a dupla se recompôs gravando novos discos pela Odeon. Ainda no mesmo ano, a dupla foi convidada por Alzira Vargas para apresentar-se para o Presidente Vargas no Palácio do Catete. Getúlio Vargas gostou das músicas da dupla e mandou suspender a perseguição a suas composições políticas.

    Também em 1939, excursionaram pelo Rio Grande Sul e passaram a se apresentar na Rádio Mayrink Veiga. Receberam o título de “Os milionários do riso”, graças aos cada vez mais sucedidos sketches cômicos. Em 1940, gravaram pela Odeon um de seus maiores sucessos, “Romance de uma caveira”, de Alvarenga, Ranchinho e Chiquinho Sales. Em 1946, Alvarenga abriu uma boate em Copacabana, no Posto Seis, ali se apresentando por dois anos. Em 1949, gravaram “Drama da Angélica” intitulada de canto tétrico. Em 1950, fizeram uma excursão de um mês por Portugal apresentando-se no Cassino Estoril em Lisboa. Em 1955, participaram do filme “Carnaval em lá maior”, de Ademar Gonzaga.

    Fizeram campanhas políticas para Juscelino Kubitscheck e Ademar de Barros. Fizeram célebres paródias de músicas conhecidas como “Nervos de aço”, de Lupicínio Rodrigues, “Adios muchacho”, de Júlio Sanders e César Vendani, e “Disparada”, de Geraldo Vandré e Téo de Barros.

    A partir de 1959, a dupla deixou de trabalhar no rádio passando a trabalhar apenas na televisão. Em 1965, Diésis dos Anjos abandonou a dupla e foi substituído por Homero de Souza, que passou a ser o novo Ranchinho.

    A partir dos anos 70 passaram a se apresentar quase exclusivamente no interior do país, até a morte de Alvarenga em 1978.

    Discografia

    (1999) Alvarenga e Ranchinho • EMI • CD

    (1997) Os milionários do riso • BMG • CD

    (1977) Alvarenga e Ranchinho • EMI/Odeon • LP

    (1973) Os milionários do riso • RCA • LP

    (1941) Ó minha mãe/Pode sê ou tá difício? • Odeon • 78

    (1941) Ó que coisa horrível/Caveira • Odeon • 78

    (1941) Tragédia de uma careca/Pega o pitp • Odeon • 78

    (1941) Moda dos cantores/Minha toada • Odeon • 78

    (1941) Bandeira do Brasil/A mulher e a carta • Odeon • 78

    (1941) Solta busca-pé/A fogueira tá queimando • Odeon • 78

    (1940) Lá vem o trem/Marcha dos bairros • Odeon • 78

    (1940) Cai fora pato/Intão, inté • Odeon • 78

    (1940) Romance de uma caveira/Muié pra cada um • Odeon • 78

    (1940) Seresta/Gaúcho de lei • Odeon • 78

    (1940) Minas Gerais/Dona felicidade • Odeon • 78

    (1940) Não posso deixar de te amar, oh Guiomar/Arta do algodão • Odeon • 78

    (1940) Sindicato das galinhas/Moda dos poetas • Odeon • 78

    (1940) Desafio de São João/Tempinho bão • Odeon • 78

    (1940) Carta da namorada/Tenderê • Odeon • 78

    (1940) Brasileiro apaixonado/Leonor • Odeon • 78

    (1940) Quem inventô o trabaio/A muié e o cinema • Odeon • 78

    (1940) Bala-lá-i-cá/Dinheiro novo • Odeon • 78

    (1940) Moda dos ispique/Lencinho paulista • Odeon • 78

    (1940) Suzana/Melhorou muito • Odeon • 78

    (1939) É de colher/Quando a saudade vem • Odeon • 78

    (1939) O mundo é das muié/Superstição • Odeon • 78

    (1939) Saudades de Ouro Preto/Adeus paioça • Odeon • 78

    (1939) Os presidentes/Chapéu de paia • Odeon • 78

    (1939) Psicologia dos nomes/Caboclo triste • Odeon • 78

    (1939) O divórcio vem aí/Nois e Buenos Aires • Odeon • 78

    (1939) Morena, minha morena/Despertar de minha vida • Odeon • 78

    (1939) A mulher e o rádio/Casamento de Miquelina • Odeon • 78

    (1939) Moda de guerra/Alegria do carreiro • Odeon • 78

    (1939) Musga estrangeira/Nois no Rio • Odeon • 78

    (1939) Quem quer meu papagaio?/Ferdinando • Odeon • 78

    (1938) Que horas são?/Linda Veneza • Odeon • 78

    (1938) Mandamentos de caboclo/Carnaval carioca • Odeon • 78

    (1938) Moda da moeda/Moda da carta • Odeon • 78

    (1938) Loja americana/Tudo em “p” • Odeon • 78

    (1938) Numa noite de luar/Paquetá • Odeon • 78

    (1938) Bombeiro/Oh! Bela! • Odeon • 78

    (1937) Vida de um condenado/Chalé furtado • Victor • 78

    (1937) Boi amarelinho/Moda dos meses • Victor • 78

    (1937) Italianinha/Violeiro triste • Victor • 78

    (1937) Devo e não nego • Victor • 78

    (1937) Semana de caboclo/A mulher e o telefone • Victor • 78

    (1937) Caboclo viajado/Adoração • Odeon • 78

    (1937) Balão/Roda na fogueira • Odeon • 78

    (1937) Moda do solteirão./Desafio • Odeon • 78

    (1937) Papagaiada/Seu Macário • Odeon • 78

    (1937) Calango/Rancho abandonado • Odeon • 78

    (1937) Seu condutor/Sereia • Odeon • 78

    (1936) Itália e Abissínia/Liga das nações • Odeon • 78

    (1936) Lição de geografia/A moda do beijo • Odeon • 78

    (1936) Você não é o meu tipo/Você não era assim • Odeon • 78

    (1936) Repartindo um boi/A baixa do café • Odeon • 78

    (1936) Circuito da Gávea/Liga dos bichos • Victor • 78

    Referência

    Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira

    http://www.dicionariompb.com.br/alvarenga-e-ranchinho/dados-artisticos

  • Campanha Adote a Ciranda Infantil Saci Pererê da Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF

    Date: 2015.06.21 | Category: CECMundoRural, ciranda infantil saci pererê | Response: 0

    Querid@s amig@s do mundo rural, bom dia!

    Estamos iniciando na nossa região (São José do Rio Preto – SP) uma campanha para arrecadar contribuições para apoiar a Ciranda Infantil Saci Pererê da Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF (leia o texto abaixo). As contribuições serão armazenadas na sala do PEJA – IBILCE – Unesp – Rio Preto (Programa Unesp de Educação de Jovens e Adultos) e posteriormente encaminhadas para a Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF. Dúvidas ou esclarecimentos sobre a campanha entrar em contato com o Prof. Fábio Fernandes Villela, através do email:

    fabio@fabiofernandesvillela.pro.br

    Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    Apoio

    ADUNESP – Rio Preto – Associação dos Docentes da Universidade Estadual Paulista

    CAPED – Centro Acadêmico “Wilson Cantoni” da Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto

    DAF – Diretório Acadêmico da Filosofia – Unesp – Rio Preto

    NARA-RP – Núcleo Ação pela Reforma Agrária – Rio Preto

    GEPEC – UFSCar – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Universidade Federal de São Carlos – SP

    GEPEDOC – UNESP- Rio Preto – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Unesp de S. José do Rio Preto – SP

    ICLS – Instituto Cultural Lyndolpho Silva

    PEJA – Projeto Unesp de Educação de Jovens e Adultos, UNESP – Campus São José do Rio Preto – SP

    SSPM – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São José do Rio Preto – SP

    ***

    Ciranda Infantil Saci Pererê da Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF

    No ano de 2015 a Ciranda Infantil Saci Pererê completa 9 anos de existência e necessita de contribuições para seu espaço infantil. O recurso recebido vai possibilitar reformar toda a infraestrutura física da Ciranda, inclusive seu parquinho; no entanto, estamos precisando de ajuda no sentido de organizar o interior da ciranda, com brinquedos educativos (jogos, bonecos, blocos de montar, e toda diversidade de brinquedos para a faixa etária de 0 a 12 anos), materiais didáticos e pedagógicos para trabalhos educativos (tinta guache, pinceis, lápis de cor, giz de cera, massa de modelar, cartolina, papel, fita adesiva, cola etc.) e outros materiais importantes como roupas, fraldas, lenços, etc.

    A Ciranda foi inaugurada no dia 04 de novembro de 2006. Nesse espaço as crianças Sem Terrinha de todo o Brasil e América Latina contam histórias, brincam e conhecem as diversas realidades de nosso país e do mundo. É um espaço que busca desenvolver as práticas educativas com as crianças enquanto as mães e pais estão estudando ou trabalhando na Escola. Tem como objetivo trabalhar as várias dimensões do ser criança Sem terrinha, como sujeito de direitos, com valores, imaginação, fantasias e personalidade em formação.

    Busca contribuir no desenvolvimento da criança de 0 a 6 anos, de forma integral, incentivando o hábito da leitura, o desenvolvimento psicomotor e o gosto pelas artes, por meio de oficinas de contação de histórias, oficinas de arte-educação (pintura, teatro, recortes e colagens, desenhos, esculturas) e de brincadeiras e jogos cooperativos, que possibilitem à criança se integrar ativamente em um coletivo, estimulando o aprendizado da criatividade e da cooperação.

    A Ciranda é um lugar de criação, de invenção, de recriar, de imaginar, e também se configura em espaço de construção do coletivo infantil, no qual as crianças aprendem a dividir o brinquedo, o lápis, o lanche, a luta, o compartilhar a vida em comunidade. Assim, as crianças vão se constituindo como sujeito lúdico, resignificando seu brincar e sua experiência cultural.

    Na Ciranda Infantil Saci Pererê busca-se construir uma leitura de mundo transformadora, a partir do diálogo com as crianças Sem Terrinha, cultivando os valores do amor à terra, da solidariedade, do companheirismo, do estudo e do respeito às diferenças, para assim, possibilitar a construção de um mundo que vise a verdadeira emancipação humana.

    Contamos com o apoio dos amigos e amigas da Escola Nacional Florestan Fernandes, para que possamos fazer a Ciranda Infantil Saci Pererê à altura do que lutamos e desejamos para nossas crianças.

    Visite o site da Associação dos Amigos da Escola Nacional Florestan Fernandes – AAENFF :

    http://www.amigosenff.org.br/pt-BR/

  • 2ª Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária da Unesp de São José do Rio Preto

    Date: 2015.02.21 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia Amig@s do Mundo Rural! Tudo bem?

    Em 2014 realizamos na Unesp de São José do Rio Preto, a primeira edição das Jornadas Universitárias em Defesa da Reforma Agrária, em conjunto com o 3º Seminário O Trabalho no Século XXI: Educação, Trabalho e Saúde no Campo e o 1º Seminário de Educação do Campo da Unesp de Rio Preto. Vcs podem conferir o website do evento no seguinte link:

    http://www.fabiofernandesvillela.pro.br/eventos/seminario-trabalhador-2014/home

    Na 1ª edição das Jornadas participaram 57 instituições de ensino superior, entre campus, institutos e universidades brasileiras. O êxito das Jornadas pode ser dimensionado pelos seguintes desdobramentos: (1) permitiram o trabalho coletivo de diversos grupos de pesquisa da mesma universidade que tem em comum o apoio ao MST e a Reforma Agrária; (2) proporcionaram momento importante de integração e articulação entre a comunidade acadêmica e os movimentos sociais do campo; (3) se constituíram como importante espaço de formação e de propaganda sobre os temas da questão agrária, do projeto de país, das matrizes de produção da vida, da estratégia de construção popular e da luta pelo socialismo, no ambiente acadêmico; (4) foram demonstração de apoio das universidades à reforma agrária perante a sociedade.

    O desafio para a segunda edição, em 2015, é ampliar a qualidade das ações desenvolvidas, visando tanto a formação e propaganda interna, quanto a comunicação para a sociedade dessa fértil parceria entre as universidades brasileiras e o MST. Para essa tarefa, convidamos a tod@s para as seguintes atividades na Unesp de São José do Rio Preto, dias 22, 23 e 24 de abril de 2015, no Auditório C, a partir das 19:00h:

    Dia 22 de Abril de 2015

    – Mesa-Redonda: Reestruturação Produtiva, Agronegócio e Educação (Coordenação: Prof. Dr. Vitor Machado – Unesp – Bauru)

    – Lançamento do livro: Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil III (Organização Ricardo Antunes, Editora Boitempo)

    O terceiro volume de Riqueza e miséria do trabalho no Brasil, projeto do sociólogo e professor da Unicamp Ricardo Antunes, explora o laboratório capitalista em países nórdicos e no Brasil, aprofundando o objetivo da série de traçar um panorama do momento atual e do futuro do trabalho e do sindicalismo no Brasil. Dando continuidade ao projeto iniciado com a publicação dos volumes I e II desta série, também pela Boitempo, os autores investigam em profundidade os caminhos do mundo do trabalho contemporâneo, suas metamorfoses e transformações, com o olhar voltado especialmente para o caso brasileiro, mas também para o espaço produtivo e as formas diferenciadas de produção nos países capitalistas centrais.

    Dia 23 de Abril de 2015

    – Mesa-Redonda: Por uma Reforma Agrária Popular (Coordenação: Coletivo Gregório Bezerra – Comuna Amarildo – Santa Catarina – SC)

    Dia 24 de Abril de 2015

    – Palestra: Os Caminhos da Agroecologia (Palestrantes: Virlei Ferreira – Coordenação Nacional do MST e Anderson Bacciotti – Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, Escola Estadual Dr. Avelino Aparecido Ribeiro, Iaras – SP ).

    ***

    Mini-Cursos
    Dia 23 de Abril de 2015

    14:00h as 18:00h

    1. História e Atualidade dos Conflitos Rurais no Estado de São Paulo (Observatório dos Conflitos Rurais em São Paulo) (Carga-horária 4h/aula).

    Dia 24 de Abril de 2015

    14:00h as 18:00h

    2. Gênero e Campo (Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro) (Carga-horária 4h/aula).

    ***

    Certificados: os certificados do evento terão carga horária total de 12 horas/aula.

    ATENÇÃO: os CERTIFICADOS de participação serão ENVIADOS SOMENTE VIA E-MAIL, em arquivo PDF para impressão, em até 30 dias após o término do evento. SOMENTE serão emitidos certificados para quem assinar a lista de presença nos 3 dias do evento.

    Valores: evento gratuito.

    Número de vagas: 200 pessoas (capacidade máxima do auditório).

    Inscrições: as inscrições para o evento poderão feitas no primeiro dia do evento e/ou antecipadas via website:

    www.even3.com.br/2jornibilce

    Página do evento no Facebook:

    https://www.facebook.com/events/1584256185126157/?ref_dashboard_filter=upcoming&source=1

    APOIO

    ADUNESP – Rio Preto – Associação dos Docentes da Universidade Estadual Paulista

    CAPED – Centro Acadêmico “Wilson Cantoni” da Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto

    CPT – Comissão Pastoral da Terra – Promissão – SP

    DAF – Diretório Acadêmico da Filosofia – Unesp – Rio Preto

    NARA-RP – Núcleo Ação pela Reforma Agrária – Rio Preto

    BLOG A PÁGINA DA VIDA

    Sidinei Ribeiro – www.apaginadavida.blogspot.com

    CNPQ – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

    CANTINA DO GIL – Ibilce – Unesp – São José do Rio Preto – SP

    FAPERP – Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto – SP

    GEPEC – UFSCar – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Universidade Federal de São Carlos – SP

    GEPEDOC – UNESP- Rio Preto – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Unesp de S. José do Rio Preto – SP

    HISTEDBR – Grupo de Estudos e Pesquisas sobre História, Sociedade e Educação no Brasil – Faculdade de Educação, UNICAMP

    ICLS – Instituto Cultural Lyndolpho Silva

    PEJA – Projeto Unesp de Educação de Jovens e Adultos, UNESP – Campus São José do Rio Preto – SP

    PROEX – Pró-Reitoria de Cultura e Extensão, UNESP

    PROPE – Pró-Reitoria de Pesquisa, UNESP

    PROGRAD – Pró-Reitoria de Graduação, UNESP

    RET – Rede de Estudos do Trabalho

    SSPM – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São José do Rio Preto – SP

    UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos – SP

    UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – SP

    USP – Universidade de São Paulo, Campus de Ribeirão Preto – SP

    LOCAL: Auditório C, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE, Universidade Estadual Paulista – Júlio de Mesquita Filho – UNESP, Rua Cristóvão Colombo, 2265 – Jd.Nazareth – Fone (17) 3221-2318 – CEP. 15054-000 – São José do Rio Preto – SP.

  • 11º Arraial & Festa do Milho da Paróquia Imaculada Conceição do Parque Estoril de Rio Preto – SP – Brasil

    Date: 2014.07.05 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Boa tarde amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    A Paróquia Imaculada Conceição do Parque Estoril de Rio Preto, realizará entre os dias 29/06 a 06/07 o 11º Arraial  & Festa do Milho.

    Durante todos os dias da festa, acontecerá apresentações musicais com duplas sertanejas locais e  a tradicional quadrilha. A partir das 10h, haverá barracas de produtos derivados do milho como: pamonha, curau, bolo de milho, etc.

    De acordo com o padre Aparecido, no domingo dia 29/06, está prevista uma celebração sertaneja, às 10h. Logo após será realizado o almoço às 12h. Os convites para o almoço estão à venda na secretaria do evento. Local: Praça Lisboa, Av. Pedro Àlvares Cabral, s/n.

    A paróquia Imaculada Conceição fica na Rua Januário Cunha Barbosa, 230, no bairro Parque Estoril. Mais informações pelo fone (17) 3216-1776.

    Um grande abraço a tod@s, Prof. Fábio Fernandes Villela.

  • Excursão Didática 2014: Conhecendo a Vida Rural e as Lutas pela Reforma Agrária: uma Vivência com os Assentados e Acampados em Promissão – SP

    Date: 2014.04.11 | Category: CECMundoRural | Response: 20

    (Padre Josimo, Marabá, 1953 – Imperatriz, 10 de maio de 1986)

    Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

    Gostaria de convidar a tod@s para a excursão didática para o Assentamento Reunidas em Promissão – SP. A atividade se chama “Conhecendo a Vida Rural e as Lutas pela Reforma Agrária: uma Vivência com os Assentados e Acampados em Promissão – SP”. Será dia: 03-05 (sábado) de 2014 das 7h as 19h. Carga Horária: 12h (Obs. Fazer a postagem pois conta como AACCs e para as atividades da disciplina “Sociologia da Educação 2” da Pedagogia / Ibilce / Unesp – Rio Preto).

    Inscrições via e-mail (nome completo e RG) para: fabiofernandesvillela@gmail.com

    ATENÇÃO: Haverá uma arrecadação de roupas, alimentos, brinquedos, etc., para os Acampados do Argentina Maria (Promissão – SP).

    Por ocasião da visita haverá uma Mística para juntos rememorarmos os 28 anos do martírio do Pe. Josimo, a luta constante e as caminhadas dos/as companheiros/as assentados e acampados!

    O que o aluno deve levar: dinheiro para almoço (R$5,00), produtos para a “Feira da Troca” (produtos  de limpeza, higiene pessoal, roupas, etc.  para serem trocados com produtos dos Assentamentos). Roupa de banho para nadar na prainha. O ônibus é de graça (lotação máxima de 40 lugares).

    Programação: Rio Preto: apresentação e discussão do documentário: “O Casamento da Terra” (7h:30min.). Promissão – SP: (9:h:00) café da manhã, mística, almoço, recreação na represa de Promissão- SP (Prainha).

    Saída: 7h:30min., em frente ao saguão de entrada do IBILCE e retorno as 19h:00min.

    HAVERÁ PRIORIDADE PARA OS ALUNOS DO 3º ANO DE PEDAGOGIA, LOGO EM SEGUIDA OS DEMAIS ANOS: 4º, 2º e 1º.

    Maiores informações:

    * Lista no Facebook do Evento: https://www.facebook.com/events/616714178411728/?source=50

    * Prof. Fábio Fernandes Villela (e-mail: fabiofernandesvillela@gmail.com)

    Até lá, saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    APOIO:

    ADUNESP – Rio Preto – Associação dos Docentes da Universidade Estadual  Paulista

    CAPED – Centro Acadêmico “Wilson Cantoni” da Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto

    CPT  –  Comissão Pastoral da Terra – Promissão – SP

    DAF – Diretório Acadêmico da Filosofia – Unesp – Rio Preto

    NARA-RP – Núcleo Ação pela Reforma Agrária – Rio Preto

  • 3º Seminário O Trabalho no Século XXI: Educação, Trabalho e Saúde no Campo e 1º Seminário de Educação do Campo da Unesp de São José do Rio Preto – SP

    Date: 2014.02.23 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia car@s amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Gostaria de convidar a tod@s para 0 3º Seminário O Trabalho no Século XXI: Educação, Trabalho e Saúde no Campo e 1º Seminário de Educação do Campo da Unesp de São José do Rio Preto – SP. Website do evento: http://www.fabiofernandesvillela.pro.br/eventos/seminario-trabalhador-2014/home

    Os seminários tem por objetivos: promover o debate de trabalhos e pesquisas que tenham como temática: a Educação, o Trabalho e a Saúde no Campo. Fomentar o debate entre a comunidade acadêmica, organismos governamentais e representantes da sociedade civil a respeito das condições de educação, trabalho e saúde no campo. Público alvo: professores, pesquisadores e estudantes que trabalham e/ou estudam problemas relacionados à temática geral do seminário, representantes sindicais, profissionais da área e demais interessados.

    Até lá! Prof. Fábio Fernandes Villela.

  • Excursão Didática de Natal: Conhecendo a Vida Rural e as Lutas pela Reforma Agrária: uma Vivência com os Assentados em José Bonifácio – SP e com os Assentados e Acampados em Promissão – SP

    Date: 2012.12.11 | Category: CECMundoRural | Response: 1

    Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

    Gostaria de convidar a tod@s para a excursão didática para o novo Assentamento em José Bonifácio – SP e para o Assentamento e Acampamento em Promissão – SP. A atividade se chama “Conhecendo a Vida Rural e as Lutas pela Reforma Agrária: uma Vivência com os Assentados em José Bonifácio – SP e com os Assentados e Acampados em Promissão – SP”. Será dia: 22-12 (sábado) de 2012 das 7h as 19h. Carga Horária: 12h (Obs. Fazer relatório pois conta como AACCs e para as atividades da disciplina “Trabalho e Educação” da Pedagogia / Ibilce / Unesp – Rio Preto).

    Inscrições via e-mail (nome completo e RG) para: fabiofernandesvillela@gmail.com

    ATENÇÃO: Haverá também uma campanha de arrecadação de presentes para as crianças dos Assentamentos Reunidas (Promissão) e Augusto Boal (José Bonifácio) e do Acampamento Argentina Maria (Promissão), para juntos celebrarmos a vitória do Assentamento de José Bonifácio, a luta constante do acampamento de Promissão e as caminhadas dos/as companheiros/as da Reunidas! A visita será dia 22/12, portanto a campanha para arrecadação será até SEXTA-FEIRA, DIA 21/12.

    O que o aluno deve levar: dinheiro para almoço (R$5,00) e para pagar o micro-ônibus (R$15,00), produtos para a “Feira da Troca” (produtos  de limpeza, higiene pessoal, roupas, etc.  para serem trocados com produtos do Assentamento Reunidas em Promissão – SP).

    Re l e m b r a n d o: estamos fazendo uma lista com produtos que as pessoas querem do Assentamento Reunidas – Promissão – SP. Não deixem de enviar seus pedidos para o e-mail: fabiofernandesvillela@gmail.com Vamos trazer em mãos para as pessoas que encomendarem os produtos.

    Saída: 7h:30min., em frente ao IBILCE e retorno as 19h:00min.

    Maiores informações:

    * Lista no Facebook do Evento: http://www.facebook.com/events/304586992992744/

    * Prof. Fábio Fernandes Villela (e-mail: fabiofernandesvillela@gmail.com)

    Até lá, saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    APOIO:

    ADUNESP – Rio Preto – Associação dos Docentes da Universidade Estadual  Paulista

    CAPED – Centro Acadêmico “Wilson Cantoni” da Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto

    CPT  –  Comissão Pastoral da Terra – Promissão – SP

    DAF – Diretório Acadêmico da Filosofia – Unesp – Rio Preto

    NARA-RP – Núcleo Ação pela Reforma Agrária – Rio Preto

  • Luiz Beltrame – 104 anos – o Poeta do Assentamento Reunidas – Promissão – SP

    Date: 2012.10.15 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Luiz Beltrame, poeta e lavrador aposentado, nessa belíssima foto de Orlando Brito

    “Eu estava lá em São Paulo
    Quando aqui cheguei
    Veio adiante de mim
    Coisa que eu nem pensei
    Mandaram me perguntar
    O que é que eu achei
    Pensei um poquim pra dizer
    Foi o MST”

    Seu Luiz Beltrame, poeta e militante do MST do estado de São Paulo, chega aos 104 anos com lucidez e saúde para seguir lutando.

    Nascido em Paramirim (BA) no dia 11 de outubro de 1908, trabalhou desde cedo na roça, no garimpo, na lavoura de algodão. Não frequentou a escola, tendo aprendido a ler e escrever com seu pai aos 14 anos. Em 1991 veio para o Assentamento Reunidas, em Promissão; teve oito filhos, 47 netos e outros tantos bisnetos e tataranetos.

    Em 1997 veio a ser mais conhecido entre a companheirada do Movimento, por sua participação na Marcha pela Reforma Agrária, Emprego e Justiça.

    Desde então, participou de dez marchas, escreveu dois livros, e sua história foi tema do filme Luiz Poeta, dos diretores Bruno Benedetti, Fábio Eitelberg, Patrick Torres, Pedro Biava e Rafael Stedile e vencedor do Concurso Caixa de Curtas, na categoria documentário.

    O documentário pode ser acessado em:

    http://www.youtube.com/watch?v=1Im5fBZ1BqQ

    Seu Luiz, através de seus poemas e de sua luta segue sendo, ano após ano, um exemplo para nossa militância e para a sociedade, de que nada, nem ninguém pode deter a marcha de um povo por sua libertação.

    Vida longa ao Seu Luiz Beltrame, Seu Luiz Sem Terra!

    Reelaborado a partir de Jade Percassi da página do MST.

Nuvem de tags

Categorias

Agenda

agosto 2022
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Lista de Links

Tópicos recentes

Pesquisar