Posts Tagged ‘civilização do milho’

  • Curso de Extensão Universitária: Cultura Ambiental no Território Caipira

    Date: 2019.05.09 | Category: CECMundoRural | Response: 6

    A imagem pode conter: planta e natureza

    Convite a tod@s!

    Curso de Extensão Universitária: Cultura Ambiental no Território Caipira

    Vagas: 50 (cinquenta) vagas, sendo 10 (dez) vagas gratuitas  destinadas a alunos de graduação do Ibilce/Unesp.

    A gratuidade das vagas não dispensa o pagamento da taxa regulamentar da UNESP vigente à época das inscrições.

    Carga horária: 20 horas/aula.

    Conteúdo: Aulas Presenciais: 31/05 – 07/06 – 14/06 – 21/06 e 28/06 de 2019; (Laboratório de Ensino da Pedagogia; Horta Mandalla em Ipiguá-SP e Fazenda em Tanabi – SP).

    Objetivos: O principal objetivo do curso é oferecer aos alunos do Ibilce/Unesp e a comunidade em geral, a possibilidade de adquirir novos conhecimentos na área de educação do campo. Os objetivos do curso são propiciar meios para analisar as questões teóricas relativas à cultura ambiental, educação do campo, agroecologia e agroflorestas fornecendo aos interessados o instrumental histórico-crítico necessário para a abordagem dos problemas enfrentados neste âmbito disciplinar.

    Conteúdo Programático

    1. Cultura Ambiental e Educação do Campo

    1.1. Educação do campo.

    1.2. Cultura ambiental e desenvolvimento sustentável.

    1.3. Território caipira: construção social e identidade cultural do noroeste paulista.

    1.4. Elevação de escolaridade associada à qualificação social e profissional.

    1.5. Possibilidades de inclusão produtiva do território caipira.

    1.6. Território caipira: uma civilização do milho.

    1.7. Estudo do meio.

    2. América Latina e Civilização do Milho

    2.1. O centro de origem do milho.

    2.2. .A diversidade da cultura do milho no continente americano.

    2.3. A migração e diversificação do milho na América.

    2.4. Povos, culturas e diversidade do milho na América Latina.

    2.5. Análise e perspectivas do milho no continente americano.

    2.6. Milpa: agroecossistema complexo, manutenção da cultura e cosmovisão.

    3. Agricultura Familiar e Agroecologia

    3.1. Gestão e organização da agricultura familiar.

    3.2. Desenvolvimento sustentável e agricultura familiar.

    3.3. Agricultura familiar no contexto do desenvolvimento rural sustentável.

    3.4. Horta orgânica tipo mandala.

    3.5. Produção de base agroecológica da Horta Mandalla de Ipiguá-SP.

    3.6. Estudo do meio.

    4. Agroecologia e Agrofloresta

    4.1. Técnicas sustentáveis de preparo e manejo do solo.

    4.2. Princípios e práticas de compostagem e biofertilizantes.

    4.3. Técnicas, práticas e benefícios dos fertilizantes orgânicos.

    4.4. Produção de mudas e técnicas preventivas de controle de pragas.

    4.5. Conceitos e práticas do sistema de produção agroflorestal.

    4.6. Colheita, beneficiamentos e comercialização.

    Docente Coordenador: Prof. Dr. Fabio Fernandes Villela – Departamento de Educação IBILCE/UNESP

    Colaboradores: Prof. Dr. Flávio Costa (Eng. Agrônomo); Oliver Naves Blanco (Eng. Agrônomo); Juliana Roldão (Eng. Agrônoma); Martha Alves (Arq. e Urbanista) e Ceci Bonito (Agricultora).

    Público alvo: Comunidade em geral.

    Unidade: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP

    Câmpus: São José do Rio Preto

    Local e período de realização: – Laboratório de Ensino da Pedagogia do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP. – Horta Mandalla em Ipiguá/SP; – Fazenda em Tanabi/SP.

    No período de 31/05/2019 a 19/07/2019

    Horário: Nos dias 31/05, 07/06, 14/06, 21/06 e 28/06, das 14h30 às 18h30.

    Período de inscrição: Comunidade externa: de 06/05 a 24/05/2019

    Comunidade interna: de 27/05 a 30/05/2019

    Local de inscrição: Seção Técnica de Comunicações do IBILCE/UNESP. Rua Cristóvão Colombo, 2265. Jd. Nazareth. São José do Rio Preto/SP. Dias e horários para inscrição: de 2 a 6 a feira (exceto feriados), das 09h às 11h e das 14h às 16h.

    Rua Cristóvão Colombo, 2265, Jardim Nazareth, CEP. 15054-000, São José do Rio Preto/SP / website: www.ibilce.unesp.br

    Documentos necessários para inscrição: Preenchimento da ficha de inscrição;

    Xerox do documento de identidade (RG e CPF);

    Comprovante que ateste ser parte do público alvo (para alunos do Ibilce apresentar o Histórico Escolar); – Pagamento das taxas.

    Investimento Taxa: O valor do curso é de R$ 30,00 (trinta reais) sendo R$ 11,00 a taxa do curso e R$ 19,00 a taxa regulamentar da UNESP.

    Informações importantes: Inscrições fora do prazo estabelecido neste Edital não serão aceitas. Os valores relativos às taxas não serão devolvidos, cabendo aos inscritos a atenção quanto aos critérios estabelecidos neste Edital. O valor da taxa regulamentar da UNESP pode ser consultado em: http://www.ibilce.unesp.br/#!/administracao/secao-tecnica-de-financas/taxas-derecolhimento-no-guiche/

    Mais informações: Telefones: (17) 3221-2318 (Coordenador) e 3221-2320 (Departamento de Educação).

    E-mail: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br

  • Manejo da Cultura do Milho

    Date: 2016.12.14 | Category: CECMundoRural | Response: 8

    Trilogía milpera: maíz, frijol, calabaza. (Wikipédia: https://es.wikipedia.org/wiki/Milpa).

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 2 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Manejo da Cultura do Milho”, a partir da aula do engenheiro agrônomo Oliver Blanco, da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta e especialmente do livro:

    * HERNÁNDEZ, José Antonio S. El origen y la diversidad del maíz en el continente americano. 2. ed. México: Universidad Autónoma de la Ciudad de México: Greenpeace, 2012. (Disponível em: http://www.greenpeace.org/mexico/global/mexico/report/2012/9/gporigenmaiz%20final%20web.pdf). Acesso em 13 dez 2016.

    Como atividade complementar os participantes devem assistir os seguintes documentários:

    (1) Razas de maíz. Nueve mil años de agricultura en México.

    El maestro Efraím Hernández Xolocotzi fue uno de los grandes colectores de maíz en México, en este programa nos habla de la diversidad de razas de maíz en México y de su permanencia debida a el cuidado de los pueblos indígenas. Existen razas de maíz en prácticamente todos los ecosistemas del país.

    Disponível em:  https://www.youtube.com/watch?v=OdVEJz517-o

    (2) Corazones de Maíz: La Milpa Nahuat y Tutunakú.

    Este documental cuenta el origen del maíz según los mitos tradicionales de nahuats y tutunakús de la Sierra Norte de Puebla.

    Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=snRUhDepBoY

    Bom trabalho, Prof. Fábio Villela.

    PS. Outros livros, textos, etc., sobre esses e outros assuntos podem ser acessados no Google Drive do Engenheiro Agrônomo Oliver Blanco:

    https://drive.google.com/drive/folders/0B8kf_f1JuaAcfks4cEZhbE9CVGkzUXFyYmFOUW9VdDVwR0Jidkd0blVmX2dzSFYzSWNPOE0

  • Mulheres e Educação do Campo

    Date: 2016.11.13 | Category: CECMundoRural | Response: 9

    Resultado de imagem para bandeira movimento de mulheres campones

    Bandeira do  Movimento de Mulheres Camponesas

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 4 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Mulheres e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * PINASSI, Maria O. O protagonismo das mulheres no MST. In: IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina, 2010, Londrina. Anais do IV simpósio Lutas Sociais na América Latina. Londrina: Gepal, 2010. v. 1. p. 125-137.

    * SALVARO, Giovana Ilka Jacinto. Jornadas de trabalho de mulheres e homens em um assentamento do MST. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), Florianópolis, v. 12, n.1, p. 321-330, 2004.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao documentário: “As Sementes” (2015), do diretor Beto Novaes, o qual retrata a história de mulheres que, de diversas maneiras, têm atuado em defesa da agroecologia no Brasil. O documentário é um mergulho nas trajetórias de vida de quatro agricultoras que participam ativamente dos movimentos agroecológicos no Brasil e que se tornaram referências e/ou lideranças sociais e políticas em seus territórios. Este filme mostra o quanto as práticas agroecológicas potencializam a participação das mulheres na unidade produtiva – desde o plantio até a comercialização – propondo relações de gênero igualitárias no campo. Um trabalho de coleta e manejo da natureza que contribui para a soberania alimentar, a preservação da biodiversidade e para o resgate das sementes crioulas.

    Link do documentário no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=CCZcOCcm-9Q

    Bom trabalho, Prof. Fábio Villela.

  • Cultura Ambiental e Educação do Campo

    Date: 2016.11.04 | Category: CECMundoRural | Response: 8

      Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador.

    Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador, Portugal.

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 1 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Cultura Ambiental e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * VILLELA, Fábio Fernandes. Cultura ambiental no território caipira: história e saberes tradicionais das mulheres do noroeste paulista. Retratos de Assentamentos. v.19, p.323 – 350, 2016. Disponível em: < http://www.uniara.com.br/nupedor/revista-retratos/ >. Acesso em 05 novembro de 2016.

    * HOLANDA, Sérgio B. Caminhos e fronteiras. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

    * SETUBAL, Maria Alice (Org.). Coleção Terra Paulista: histórias, arte, costumes. São Paulo: Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária/ CENPEC, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 3v.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao vídeo sobre a Pedagogia Histórico-Crítica com o Prof. Dermeval Saviani disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Y_1XO11Il94

    Bom trabalho! Prof. Fábio Villela.

  • Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Date: 2016.10.26 | Category: CECMundoRural | Response: 1

    Boa tarde amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Convite a tod@s para o curso de extensão “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Segue abaixo informações detalhadas sobre o curso.

    Até lá, Prof. Fábio Villela.

    ***

    Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Objetivo: O principal objetivo do curso é oferecer à comunidade em geral e aos alunos do Ibilce/Unesp a possibilidade de adquirir novos conhecimentos na área de educação do campo. Os objetivos do curso são propiciar meios para analisar as questões teóricas relativas à cultura ambiental e a educação do campo, fornecendo aos interessados o instrumental histórico-crítico necessário para a abordagem dos problemas enfrentados neste âmbito disciplinar.

    Vagas: 40 (quarenta vagas), sendo 4 (quatro) reservadas a alunos de Cursos de Graduação da UNESP.

    Carga horária: 42 (quarenta e duas) horas: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã e 26 (vinte e seis) horas a distância.

    Docente Coordenador: Prof. Dr. Fabio Fernandes Villela – Departamento de Educação – IBILCE/UNESP.

    Público alvo: Comunidade em geral, alunos de Pedagogia Ibilce/Unesp e alunos do Ibilce/Unesp.

    Unidade: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP, Câmpus: São José do Rio Preto

    Conteúdo:

    1. Cultura Ambiental e Educação do Campo (Equipe: Fábio Villela).
    1.1. Educação do campo.
    1.2. Cultura ambiental e desenvolvimento sustentável.
    1.3. Território caipira: construção social e identidade cultural do noroeste paulista.
    1.4. Elevação de escolaridade associada à qualificação social e profissional.
    1.5. Possibilidades de inclusão produtiva do território caipira.
    1.6. Território caipira: uma civilização do milho.

    2. Manejo da Cultura do Milho (Equipe: Oliver Blanco).
    2.1. Importância da cultura e custos da produção.
    2.2. O milho em um sistema de rotação de culturas.
    2.3. Manejo da calagem e adubação.
    2.4. Cultivares e semeadura.
    2.5. Manejo de invasoras, insetos, pragas e doenças.
    2.6. Colheita, secagem e armazenamento.

    3. Agricultura Familiar e Agroecologia (Equipe: Ceci Bonito).
    3.1. Gestão e organização da agricultura familiar.
    3.2. Desenvolvimento sustentável e agricultura familiar.
    3.3. Agricultura familiar no contexto do desenvolvimento rural sustentável.
    3.4. Horta orgânica tipo Mandala.
    3.5. Produção de base agroecológica da Horta Mandalla de Ipiguá-SP.
    3.6. Estudo do meio.

    4. Mulheres e Educação do Campo (Equipe: Danielle Volpian).
    4.1. Discussão de gênero (contexto histórico)
    4.2. Reinvindicações das mulheres, movimento feminista
    4.3. Relações de gênero no campo, e a realidade das mulheres
    4.4. Educação do campo e setor de gênero
    4.5. Empoderamento feminino e agroecologia
    4.6. Dinâmica / mística

    Local; período de realização e horários:

    - Laboratório de Ensino da Pedagogia do IBILCE/UNESP e Horta Mandalla em Ipiguá/SP.

    - De 05/11/2016 a 17/12/2016.

    Horário: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã (8:00h as 12:00h, no Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP) e 26 (vinte e seis) horas a distância (Ead).

    - Aulas do Módulo Presencial (P): 05/11; 12/11; 03/12 e 10/12 de 2016 (Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP).

    - Aulas do Módulo Educação à Distância (Ead): Blog de Aula – Centro Virtual de Estudos de Culturas do Mundo Rural: 14/11 a 16/12 de 2016.

    - Entrega do Relatório Final: 17/12/2016.

    Período de inscrição:

    Comunidade externa: de 17/10 a 24/10/2016.
    Comunidade interna: de 25/10 a 04/11/2016.

    Local de Seção Técnica de Comunicações do IBILCE/UNESP. Rua Cristóvão inscrição: Colombo, 2265. Jd. Nazareth. São José do Rio Preto/SP. Dias e horários para inscrição: de 2ª a 6ª feira (exceto feriados), das 09h às 11h e das 14h às 16h.

    Mais informações: Telefones (17) 3221-2318 (Coordenador) e 3221-2320 (Departamento de Educação). E-mail: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br

    Documentos necessários para inscrição:

    - Preenchimento da ficha de inscrição;
    - Xerox do documento de identidade;
    - Ser parte do “Público Alvo”;
    - Apresentar comprovante de matrícula no curso de graduação do IBILCE/UNESP (comunidade interna);
    - Pagamento das taxas.

    Investimento: R$50,00 (cinquenta reais), sendo:
    - Taxa regulamentar da UNESP – R$17,00 (dezessete reais);
    - Taxa de R$ 33,00 (trinta e três) reais, referente a gastos de execução do Curso.

    Informações importantes:

    - Inscrições fora do prazo estabelecido neste Edital não serão aceitas.
    - Os valores relativos às taxas não serão devolvidos, cabendo aos inscritos a atenção quanto aos critérios estabelecidos neste Edital.
    - Conforme o Artigo 1º, § 2º, da Resolução UNESP 059/2014, é obrigatória a participação da comunidade externa e, caso não haja inscritos, o curso será cancelado.

  • 11º Arraial & Festa do Milho da Paróquia Imaculada Conceição do Parque Estoril de Rio Preto – SP – Brasil

    Date: 2014.07.05 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Boa tarde amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    A Paróquia Imaculada Conceição do Parque Estoril de Rio Preto, realizará entre os dias 29/06 a 06/07 o 11º Arraial  & Festa do Milho.

    Durante todos os dias da festa, acontecerá apresentações musicais com duplas sertanejas locais e  a tradicional quadrilha. A partir das 10h, haverá barracas de produtos derivados do milho como: pamonha, curau, bolo de milho, etc.

    De acordo com o padre Aparecido, no domingo dia 29/06, está prevista uma celebração sertaneja, às 10h. Logo após será realizado o almoço às 12h. Os convites para o almoço estão à venda na secretaria do evento. Local: Praça Lisboa, Av. Pedro Àlvares Cabral, s/n.

    A paróquia Imaculada Conceição fica na Rua Januário Cunha Barbosa, 230, no bairro Parque Estoril. Mais informações pelo fone (17) 3216-1776.

    Um grande abraço a tod@s, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Nuvem de tags

arte naif arte primitiva moderna assentamento assentamento reunidas assentamentos de reforma agrária campanha fechar escola é crime campanha permanente contra o uso de agrotóxicos e pela vida centro de estudos e culturas do mundo rural civilização do milho cooperativismo educar a cidade educação básica educação cooperativa educação cooperativa e novas tecnologias educação do campo educação patrimonial enff fome fábio fernandes villela fábio villela ibilce insegurança alimentar mst mundo rural música caipira música sertaneja orgulho caipira patrimônio agroindustrial patrimônio histórico pedagogia da viola pedagogia da viola caipira proex projeto de extensão promissão - sp reforma agrária rio preto rio preto - sp segurança alimentar sociologia da educação sociologia rural são josé do rio preto - sp trabalho e educação trabalho no século xxi unesp viola caipira

Categorias

Agenda

setembro 2019
S T Q Q S S D
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Lista de Links

Tópicos recentes

Pesquisar