• Educação no MST é tema de aula do Programa de Pós-Graduação da Unicamp

    Date: 2011.09.09 | Category: CECMundoRural | Tags: ,,,,,

    A educação no MST foi tema de estudo e debate na última quarta feira (31/8) na disciplina de Pedagogia Histórico Critica e Movimentos Sociais, ministrada pelos professores Dermeval Saviani e Jose Claudinei Lombardi, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

    O integrante do Setor Nacional de Educação do MST Alessandro Santos Mariano  participou da aula, expondo a trajetória e concepção da Educação do Movimento, e suas experiências e práticas educativas. A aula foi transmitida simultaneamente por web conferência para seis universidades brasileiras.

    O professor Dermaval Saviani afirmou que o MST é um dos principais movimentos sociais do Brasil, e que na atualidade tem a função de ser vanguarda na luta da Classe Trabalhadora Brasileira,  também ressaltou que a pedagogia Histórico Crítica é justamente para contribuir com a educação nos movimentos sociais.

    Saviani é fundador de uma pedagogia dialética, que denominou Pedagogia Histórico-Crítica, e pesquisador das relações entre a educação e a política. Suas principais obras são Educação: do senso comum à consciência filosófica (1980), Escola e democracia (1983) e Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações (1991).

    Matriz do trabalho

    Mariano expôs que a pedagogia do Movimento é a referência para pensar o processo educativo escolar dentro do MST, que valoriza  matrizes pedagógicas que foram secundarizadas pela sociedade capitalista, como a matriz do trabalho, da organização coletiva, da história e estas matrizes inclusive tem potencializado o ensino dos conhecimentos científicos que acabam  ocorrendo de forma  contextualizada para os estudantes.

    Esta disciplina fez parte do currículo do programa de pós graduação oferecida na forma de videoconferências por iniciativa do Grupo de Estudos e Pesquisa, História Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR). Busca  abrir um diálogo entre a pedagogia histórico-crítica e os movimentos sociais, com o objeto de estudos considerando suas possibilidades para orientar a atividade educativa em articulação com a transformação estrutural da sociedade brasileira.

    Informação retirada de: http://www.mst.org.br/