• Yorimatã Okê Aruê!

    Date: 2020.03.27 | Category: CECMundoRural | Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

    Nenhuma descrição de foto disponível.

    Bom dia querid@s alun@s! Tudo bem com com vcs?

    No dia 13-11-2019 assistimos ao documentário Yorimatã. Gostaria que vcs deixassem um comentário aqui no blog de aula. Quem ainda não assistiu pode assistir/rever em casa. Relembrando… duas mulheres em meio ao movimento hippie dos anos 70 se unem pelo sonho de liberdade. Luhli e Lucina vivem em seu cotidiano criativo de uma comunidade alternativa a experimentação musical radical e se tornam pioneiras no cenário independente brasileiro. Com cerca de 800 composições, do violão aos tambores artesanais que constroem e tocam, dizem não às gravadoras e mergulham na umbanda e na criação artística. Seu companheiro de um relacionamento em trisal, o fotógrafo Luiz Fernando Borges da Fonseca, registra tudo em filmes super 8mm que, unidos a registros de shows por artistas independentes; e as filmagens atuais, recriam seu universo espírito-musical, num filme sobre a liberdade e a busca das raízes primitivas culturais brasileiras.

    Trailer no Youtube:  https://www.youtube.com/watch?v=DIm66b8nEP0

    Filme completo na Plataforma Videocamp: https://www.videocamp.com/pt/movies/yorimata?fbclid=IwAR3NnwqFpNkpvXfmKI7fYIarSMW45Zh1qYrbx_V1mtBB2UhelDuYZ8WDvXQ

    Letra

    YORIMATÃ OKÊ ARUÊ – (Luli e Lucina)

    © Luli e Lucina – Todos os direitos reservados

    ( Primeiro LP de Luli e Lucina lançado em 1979 /Produção independente /Gravadora: Nós lá em casa /Edição : Patricia Ferraz)

    selvagem o corpo afoga todo o medo

    na primeira lágrima

    água chorada em verde escuro pote

    yorimatã okê aruê

    água chorada por milhões de olhos

    pedaços de solidão

    filha da mata tenho a preparar

    yorimatã okê aruê

    abrir caminho fazer bonita a vida

    vida que virá

    penso no escuro, por onde passar?

    yorimatã okê aruê

    a casa teço folhas para abrigar

    o corpo já desfeito de não ser um só

    e faço fogo okê aruê

    ah e espero a aurora

    eu quase dois eu mulher

    ah eu quase árvore, ah eu mulher

    sou sentinela sou sentinela,

    sentinela do amanhecer

    sou sentinela do amanhecer

    matã okê aruê yorimatã

    sou sentinela e aguardo em paz

    a primeira lágrima

    estou sozinha estive e estarei,

    estou sozinha estou sozinha

    e vou duplicar, vou multiplicar o corpo

    matã aruê yorimatã aruê yorimatã yorimatã

    okê aruê okê aruê yorimatã yorimatã yorimatã…

    Violões, Vozes, Zabumba e Tantan: Luli e Lucinha

    Percussão e Apitos: Nacho e Ciça

    Link da música no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=u2p_KjJ9jLo