• Tópicos da área de Geografia e História

    Date: 2016.12.05 | Category: CECMundoRural | Tags:

    Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

    O filme “O Menino da Porteira” ganhou um remake em 2009.  A primeira filmagem do clássico da música sertaneja “O Menino da Porteira” foi feita em 1976. “O Menino da Porteira” é um “Cururu” da autoria de Teddy Vieira e Luizinho (da dupla Luizinho & Limeira). Foi gravada originalmente em 1955 por Luizinho & Limeira. Dois filmes foram feitos com o título “O Menino da Porteira”. O primeiro estrelado por Sérgio Reis em 1976 e o segundo pelo cantor Daniel em 2009. O cineasta Jeremias Moreira no texto abaixo explica porque refilmou “O Menino da Porteira”. Gostaria que vocês identificam elementos da cultura e paisagem local (Bairros Santa Clara e Bosque Verde) no filme que acabaram de assistir. Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    ***

    Letra da Música “O Menino Da Porteira”  (Teddy Vieira e Luizinho)

    Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino

    de longe eu avistava a figura de um menino

    que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo:

    - Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo.

    Quando a boiada passava e a poeira ia baixando,

    eu jogava uma moeda e ele saía pulando:

    - Obrigado boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando

    pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.

    Nos caminhos desta vida muitos espinhos eu encontrei,

    mas nenhum calou mais fundo do que isso que eu passei

    Na minha viagem de volta qualquer coisa eu cismei

    Vendo a porteira fechada o menino não avistei.

    Apeei do meu cavalo e no ranchinho a beira chão

    Ví uma mulher chorando, quis saber qual a razão

    - Boiadeiro veio tarde, veja a cruz no estradão!

    Quem matou o meu filhinho foi um boi sem coração!

    Lá pras bandas de Ouro Fino levando gado selvagem

    quando passo na porteira até vejo a sua imagem

    O seu rangido tão triste mais parece uma mensagem

    Daquele rosto trigueiro desejando-me boa viagem.

    A cruzinha no estradão do pensamento não sai

    Eu já fiz um juramento que não esqueço jamais

    Nem que o meu gado estoure, e eu precise ir atrás

    Neste pedaço de chão berrante eu não toco mais.

    ***

    O Menino da Porteira com Tonico e Tinoco:

    https://www.youtube.com/watch?v=-4KGquUOLos

    ***

    Sinopse do Filme “O Menino da Porteira” (2009)

    Interior do sudeste do Brasil, anos 50. Diogo é um peão de boiadeiro calado, introspectivo, mas de enorme coração. Quando solta a voz na cantoria, todos se encantam. Ao tocar uma grande boiada para a Fazenda Ouro Fino, de propriedade do truculento Major Batista, Diogo passa pelo Sítio Remanso, de Otacílio Mendes, onde conhece e trava amizade com Rodrigo, o menino da porteira. Porém, Otacílio é inimigo político do Major, e Diogo logo percebe a forte tensão que existe pela região. Chegando ao vilarejo, Diogo é procurado por um grupo de pequenos sitiantes que lhe revelam a maneira predatória e violenta como o Major domina o lugar, forçando os criadores a vender gado e terras pelo preço que impõe. Contra os que se recusam, ele costuma usar a violência de seus capangas. Diogo aceita levar o rebanho dos pequenos criadores para ser vendido em melhores condições, em outra região. O Major reage de maneira brutal. A situação entre Diogo e o Major fica cada vez mais insustentável. A cidade está dividida, o clima é de guerra e as consequências serão tragicamente inevitáveis. E como se tudo isso não bastasse, Diogo ainda se encanta com Juliana, a bela enteada do Major. O amor que surge entre eles provoca ainda mais a ira do tirano local.