Archive for the ‘CECMundoRural’ Category

  • Seleção de Bolsistas para o Projeto de Extensão: Cultura Ambiental, Território Caipira e Educação do Campo

    Date: 2017.03.11 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    (Sebastian Münster, La Cosmographie universelle, contenant la situation de toutes les parties du monde. S.l. [Basileia]: Henry Pierre, 1568).

    Bom dia car@s alun@s da Pedagogia / Ibilce/ Unesp! Tudo bem?

    O Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela seleciona bolsistas para atuar no projeto de extensão: “Cultura Ambiental, Território Caipira e Educação do Campo: Trabalhando com a Juventude Rural do Noroeste Paulista na Escola“.

    • Este projeto tem por objetivo desenvolver tópicos da área de Geografia, em interface com Música, para alunos do Ensino Fundamental, regularmente matriculados em uma escola de meio rural de São José do Rio Preto – SP, através de projeto de trabalho voltado para a inclusão produtiva da juventude e a consolidação de redes socioeconômicas da agricultura familiar. Será utilizada como metodologia o blog de aula Centro Virtual de Estudos e Culturas do Mundo Rural. Essa ferramenta foi desenvolvida como recurso didático e ferramenta no ensino para os alunos do curso de pedagogia da Unesp de São José do Rio Preto (SP), e estendido, posteriormente, para escolas que manifestaram interesse em desenvolver tópicos da área de Ciências Humanas e suas Tecnologias. O projeto pretende difundir o conhecimento gerado na universidade através do desenvolvimento de tópicos da área de Geografia e da publicação digital de conteúdo, propiciando uma interação com outras instituições públicas de ensino, tendo uma relevância social na medida em que os alunos beneficiários da proposta, em geral, tem pouco acesso ao conhecimento gerado na universidade pública.

    Para se inscrever o aluno deve entregar na Secretaria do Departamento de Educação:

    • Formulário de solicitação de bolsa preenchido, disponível em:

    http://www.ibilce.unesp.br/#!/administracao/secao-tecnica-academica/projetos-de-extensao/bolsas-de-extensao/

    • Xerox do RG e CPF

    • Histórico escolar e Lattes atualizado

    OBSERVAÇÕES:

    1. Período de Inscrição: 13 de março a 24 de março 2017.

    2. A bolsa concedida é de Apoio Acadêmico e Extensão II (BAAE-II).

    3. O bolsista deve, necessariamente, possuir/abrir conta bancária no Banco do Brasil

    4. A vigência da bolsa será de abril a dezembro de 2017.

    5. Início das atividades: Abril de 2017.

    6. O aluno deve ter disponibilidade de horário no período da tarde.

    Ω – Veja o documentário sobre o projeto de extensão no Youtube:

    https://www.youtube.com/watch?v=a3eYOhobHD8&t=20s

  • I Seminário Internacional e IV Seminário Nacional de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo

    Date: 2017.01.11 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Nenhum texto alternativo automático disponível.

    Bom dia amig@s do mundo rural!

    Convite a tod@s para o I Seminário Internacional e IV Seminário Nacional de Estudos e pesquisas sobre Educação no Campo. Até lá, FFV!

    ***

    I Seminário Internacional e IV Seminário Nacional de Estudos e pesquisas sobre Educação no Campo realizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo – GEPEC / UFSCar / HISTEDBR, tem como objetivo discutir as Políticas Educacionais para o meio rural na América Latina, partindo de um panorama geral da educação rural no Brasil, passando pela questão da dominação de classes e a educação para o campo, as Políticas Públicas Educacionais em Cuba e na Colômbia e, por fim, as Políticas Públicas Educacionais na América Latina, espera-se com isto contribuir para a compreensão de como as políticas públicas para a educação rural tem se desenvolvido frente à luta de classes, no contexto brasileiro e latino americano.

    PERÍODO DE INSCRIÇÃO: DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016 A 31 DE MARÇO DE 2017

    Informações completas, inscrições e envio de trabalhos pelo site:

    http://www.semgepec.ufscar.br/

  • Manejo da Cultura do Milho

    Date: 2016.12.14 | Category: CECMundoRural | Response: 8

    Trilogía milpera: maíz, frijol, calabaza. (Wikipédia: https://es.wikipedia.org/wiki/Milpa).

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 2 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Manejo da Cultura do Milho”, a partir da aula do engenheiro agrônomo Oliver Blanco, da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta e especialmente do livro:

    * HERNÁNDEZ, José Antonio S. El origen y la diversidad del maíz en el continente americano. 2. ed. México: Universidad Autónoma de la Ciudad de México: Greenpeace, 2012. (Disponível em: http://www.greenpeace.org/mexico/global/mexico/report/2012/9/gporigenmaiz%20final%20web.pdf). Acesso em 13 dez 2016.

    Como atividade complementar os participantes devem assistir os seguintes documentários:

    (1) Razas de maíz. Nueve mil años de agricultura en México.

    El maestro Efraím Hernández Xolocotzi fue uno de los grandes colectores de maíz en México, en este programa nos habla de la diversidad de razas de maíz en México y de su permanencia debida a el cuidado de los pueblos indígenas. Existen razas de maíz en prácticamente todos los ecosistemas del país.

    Disponível em:  https://www.youtube.com/watch?v=OdVEJz517-o

    (2) Corazones de Maíz: La Milpa Nahuat y Tutunakú.

    Este documental cuenta el origen del maíz según los mitos tradicionales de nahuats y tutunakús de la Sierra Norte de Puebla.

    Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=snRUhDepBoY

    Bom trabalho, Prof. Fábio Villela.

    PS. Outros livros, textos, etc., sobre esses e outros assuntos podem ser acessados no Google Drive do Engenheiro Agrônomo Oliver Blanco:

    https://drive.google.com/drive/folders/0B8kf_f1JuaAcfks4cEZhbE9CVGkzUXFyYmFOUW9VdDVwR0Jidkd0blVmX2dzSFYzSWNPOE0

  • Tópicos da área de Geografia e História

    Date: 2016.12.05 | Category: CECMundoRural | Response: 30

    Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

    O filme “O Menino da Porteira” ganhou um remake em 2009.  A primeira filmagem do clássico da música sertaneja “O Menino da Porteira” foi feita em 1976. “O Menino da Porteira” é um “Cururu” da autoria de Teddy Vieira e Luizinho (da dupla Luizinho & Limeira). Foi gravada originalmente em 1955 por Luizinho & Limeira. Dois filmes foram feitos com o título “O Menino da Porteira”. O primeiro estrelado por Sérgio Reis em 1976 e o segundo pelo cantor Daniel em 2009. O cineasta Jeremias Moreira no texto abaixo explica porque refilmou “O Menino da Porteira”. Gostaria que vocês identificam elementos da cultura e paisagem local (Bairros Santa Clara e Bosque Verde) no filme que acabaram de assistir. Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    ***

    Letra da Música “O Menino Da Porteira”  (Teddy Vieira e Luizinho)

    Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino

    de longe eu avistava a figura de um menino

    que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo:

    - Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo.

    Quando a boiada passava e a poeira ia baixando,

    eu jogava uma moeda e ele saía pulando:

    - Obrigado boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando

    pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.

    Nos caminhos desta vida muitos espinhos eu encontrei,

    mas nenhum calou mais fundo do que isso que eu passei

    Na minha viagem de volta qualquer coisa eu cismei

    Vendo a porteira fechada o menino não avistei.

    Apeei do meu cavalo e no ranchinho a beira chão

    Ví uma mulher chorando, quis saber qual a razão

    - Boiadeiro veio tarde, veja a cruz no estradão!

    Quem matou o meu filhinho foi um boi sem coração!

    Lá pras bandas de Ouro Fino levando gado selvagem

    quando passo na porteira até vejo a sua imagem

    O seu rangido tão triste mais parece uma mensagem

    Daquele rosto trigueiro desejando-me boa viagem.

    A cruzinha no estradão do pensamento não sai

    Eu já fiz um juramento que não esqueço jamais

    Nem que o meu gado estoure, e eu precise ir atrás

    Neste pedaço de chão berrante eu não toco mais.

    ***

    O Menino da Porteira com Tonico e Tinoco:

    https://www.youtube.com/watch?v=-4KGquUOLos

    ***

    Sinopse do Filme “O Menino da Porteira” (2009)

    Interior do sudeste do Brasil, anos 50. Diogo é um peão de boiadeiro calado, introspectivo, mas de enorme coração. Quando solta a voz na cantoria, todos se encantam. Ao tocar uma grande boiada para a Fazenda Ouro Fino, de propriedade do truculento Major Batista, Diogo passa pelo Sítio Remanso, de Otacílio Mendes, onde conhece e trava amizade com Rodrigo, o menino da porteira. Porém, Otacílio é inimigo político do Major, e Diogo logo percebe a forte tensão que existe pela região. Chegando ao vilarejo, Diogo é procurado por um grupo de pequenos sitiantes que lhe revelam a maneira predatória e violenta como o Major domina o lugar, forçando os criadores a vender gado e terras pelo preço que impõe. Contra os que se recusam, ele costuma usar a violência de seus capangas. Diogo aceita levar o rebanho dos pequenos criadores para ser vendido em melhores condições, em outra região. O Major reage de maneira brutal. A situação entre Diogo e o Major fica cada vez mais insustentável. A cidade está dividida, o clima é de guerra e as consequências serão tragicamente inevitáveis. E como se tudo isso não bastasse, Diogo ainda se encanta com Juliana, a bela enteada do Major. O amor que surge entre eles provoca ainda mais a ira do tirano local.

  • Excursão Didática Horta Mandalla – Ipiguá – SP

    Date: 2016.11.22 | Category: CECMundoRural, Sem categoria | Response: 12

    Resultado de imagem para horta tipo mandala

    Car@s Alun@s da Pedagogia Ibilce/Unesp-Rio Preto, bom dia!

    Estamos organizando uma excursão didática dos alunos da Pedagogia do Ibilce/Unesp – São José do Rio Preto à Horta Mandalla de Ipiguá – SP.

    O que é a Horta Mandalla? Mandala significa círculo mágico, concentração de energia, e é considerada universalmente, como o símbolo da integração e da harmonia. Inspirados nesse conceito, o casal Ceci e Reinaldo criaram em Ipiguá – SP uma horta orgânica em torno de um círculo côncavo de barro rodeado por outros nove círculos com produtos hortifrutigranjeiros, sendo que cada um deles representa um dos planetas do sistema solar. Para quem ainda não conhece uma horta orgânica, a visita irá colocá-lo diante dessa nova realidade concreta.

    Maiores informações sobre a Horta Mandalla você poderá acessar o link:

    https://awebic.com/cultura/horta-organica/

    Haverá um ônibus institucional para a viagem da Unesp-Rio Preto / Horta Mandalla-Ipiguá /Unesp-Rio Preto, no dia 03-12-2016, sábado, em frente ao saguão principal do Ibilce/Unesp-Rio Preto, a partir das 7h:30min., com saída às 8h:00min. Não há custos, somente o participante deverá levar dinheiro se quiser adquirir os produtos da Horta Mandalla.

    A excursão didática será monitorada por companheir@s do Centro de Estudos e Culturas do Mundo Rural. Assim, solicitamos que você confirme sua presença, enviando nome completo, RG e RA para o endereço eletrônico: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br, até no máximo 01-12-2016.

    Programação na Horta Mandalla:

    8 às 9 horas: Chegada e recepção.

    9 às 11:30 horas: Visita monitorada às instalações da Horta Mandalla.

    11:30 horas: Lanche coletivo (o participante deverá levar uma pequena porção de alimentos: bolos, sanduíches, etc., chás, café e/ou suco) para partilhar coletivamente com os participantes.

    12 horas: Retorno para São José do Rio Preto – SP.

    Saudações, Prof. Fábio Villela.

  • Mulheres e Educação do Campo

    Date: 2016.11.13 | Category: CECMundoRural | Response: 9

    Resultado de imagem para bandeira movimento de mulheres campones

    Bandeira do  Movimento de Mulheres Camponesas

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 4 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Mulheres e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * PINASSI, Maria O. O protagonismo das mulheres no MST. In: IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina, 2010, Londrina. Anais do IV simpósio Lutas Sociais na América Latina. Londrina: Gepal, 2010. v. 1. p. 125-137.

    * SALVARO, Giovana Ilka Jacinto. Jornadas de trabalho de mulheres e homens em um assentamento do MST. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), Florianópolis, v. 12, n.1, p. 321-330, 2004.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao documentário: “As Sementes” (2015), do diretor Beto Novaes, o qual retrata a história de mulheres que, de diversas maneiras, têm atuado em defesa da agroecologia no Brasil. O documentário é um mergulho nas trajetórias de vida de quatro agricultoras que participam ativamente dos movimentos agroecológicos no Brasil e que se tornaram referências e/ou lideranças sociais e políticas em seus territórios. Este filme mostra o quanto as práticas agroecológicas potencializam a participação das mulheres na unidade produtiva – desde o plantio até a comercialização – propondo relações de gênero igualitárias no campo. Um trabalho de coleta e manejo da natureza que contribui para a soberania alimentar, a preservação da biodiversidade e para o resgate das sementes crioulas.

    Link do documentário no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=CCZcOCcm-9Q

    Bom trabalho, Prof. Fábio Villela.

  • Cultura Ambiental e Educação do Campo

    Date: 2016.11.04 | Category: CECMundoRural | Response: 8

      Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador.

    Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador, Portugal.

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 1 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Cultura Ambiental e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * VILLELA, Fábio Fernandes. Cultura ambiental no território caipira: história e saberes tradicionais das mulheres do noroeste paulista. Retratos de Assentamentos. v.19, p.323 – 350, 2016. Disponível em: < http://www.uniara.com.br/nupedor/revista-retratos/ >. Acesso em 05 novembro de 2016.

    * HOLANDA, Sérgio B. Caminhos e fronteiras. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

    * SETUBAL, Maria Alice (Org.). Coleção Terra Paulista: histórias, arte, costumes. São Paulo: Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária/ CENPEC, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 3v.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao vídeo sobre a Pedagogia Histórico-Crítica com o Prof. Dermeval Saviani disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Y_1XO11Il94

    Bom trabalho! Prof. Fábio Villela.

  • 1º Feira da Reforma Agrária em São José do Rio Preto – SP

    Date: 2016.10.27 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Em São José do Rio Preto – SP acontece a 1º Feira da Reforma Agrária em frente ao Estádio Anísio Haddad. A feira será na sexta-feira, dia 28-10 (a partir das 16:00h) e no sábado, 29-10 (das 8:00h as 18:00h). Agricultores da região mostram a diversidade brasileira no campo, com itens saudáveis e sem veneno. Um dos objetivos é dar visibilidade à produção de acampamentos e assentamentos de reforma agrária, que costuma não ter espaço na cidade e na mídia tradicional. Até lá, Fábio Villela.

  • Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Date: 2016.10.26 | Category: CECMundoRural | Response: 1

    Boa tarde amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Convite a tod@s para o curso de extensão “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Segue abaixo informações detalhadas sobre o curso.

    Até lá, Prof. Fábio Villela.

    ***

    Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Objetivo: O principal objetivo do curso é oferecer à comunidade em geral e aos alunos do Ibilce/Unesp a possibilidade de adquirir novos conhecimentos na área de educação do campo. Os objetivos do curso são propiciar meios para analisar as questões teóricas relativas à cultura ambiental e a educação do campo, fornecendo aos interessados o instrumental histórico-crítico necessário para a abordagem dos problemas enfrentados neste âmbito disciplinar.

    Vagas: 40 (quarenta vagas), sendo 4 (quatro) reservadas a alunos de Cursos de Graduação da UNESP.

    Carga horária: 42 (quarenta e duas) horas: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã e 26 (vinte e seis) horas a distância.

    Docente Coordenador: Prof. Dr. Fabio Fernandes Villela – Departamento de Educação – IBILCE/UNESP.

    Público alvo: Comunidade em geral, alunos de Pedagogia Ibilce/Unesp e alunos do Ibilce/Unesp.

    Unidade: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP, Câmpus: São José do Rio Preto

    Conteúdo:

    1. Cultura Ambiental e Educação do Campo (Equipe: Fábio Villela).
    1.1. Educação do campo.
    1.2. Cultura ambiental e desenvolvimento sustentável.
    1.3. Território caipira: construção social e identidade cultural do noroeste paulista.
    1.4. Elevação de escolaridade associada à qualificação social e profissional.
    1.5. Possibilidades de inclusão produtiva do território caipira.
    1.6. Território caipira: uma civilização do milho.

    2. Manejo da Cultura do Milho (Equipe: Oliver Blanco).
    2.1. Importância da cultura e custos da produção.
    2.2. O milho em um sistema de rotação de culturas.
    2.3. Manejo da calagem e adubação.
    2.4. Cultivares e semeadura.
    2.5. Manejo de invasoras, insetos, pragas e doenças.
    2.6. Colheita, secagem e armazenamento.

    3. Agricultura Familiar e Agroecologia (Equipe: Ceci Bonito).
    3.1. Gestão e organização da agricultura familiar.
    3.2. Desenvolvimento sustentável e agricultura familiar.
    3.3. Agricultura familiar no contexto do desenvolvimento rural sustentável.
    3.4. Horta orgânica tipo Mandala.
    3.5. Produção de base agroecológica da Horta Mandalla de Ipiguá-SP.
    3.6. Estudo do meio.

    4. Mulheres e Educação do Campo (Equipe: Danielle Volpian).
    4.1. Discussão de gênero (contexto histórico)
    4.2. Reinvindicações das mulheres, movimento feminista
    4.3. Relações de gênero no campo, e a realidade das mulheres
    4.4. Educação do campo e setor de gênero
    4.5. Empoderamento feminino e agroecologia
    4.6. Dinâmica / mística

    Local; período de realização e horários:

    - Laboratório de Ensino da Pedagogia do IBILCE/UNESP e Horta Mandalla em Ipiguá/SP.

    - De 05/11/2016 a 17/12/2016.

    Horário: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã (8:00h as 12:00h, no Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP) e 26 (vinte e seis) horas a distância (Ead).

    - Aulas do Módulo Presencial (P): 05/11; 12/11; 03/12 e 10/12 de 2016 (Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP).

    - Aulas do Módulo Educação à Distância (Ead): Blog de Aula – Centro Virtual de Estudos de Culturas do Mundo Rural: 14/11 a 16/12 de 2016.

    - Entrega do Relatório Final: 17/12/2016.

    Período de inscrição:

    Comunidade externa: de 17/10 a 24/10/2016.
    Comunidade interna: de 25/10 a 04/11/2016.

    Local de Seção Técnica de Comunicações do IBILCE/UNESP. Rua Cristóvão inscrição: Colombo, 2265. Jd. Nazareth. São José do Rio Preto/SP. Dias e horários para inscrição: de 2ª a 6ª feira (exceto feriados), das 09h às 11h e das 14h às 16h.

    Mais informações: Telefones (17) 3221-2318 (Coordenador) e 3221-2320 (Departamento de Educação). E-mail: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br

    Documentos necessários para inscrição:

    - Preenchimento da ficha de inscrição;
    - Xerox do documento de identidade;
    - Ser parte do “Público Alvo”;
    - Apresentar comprovante de matrícula no curso de graduação do IBILCE/UNESP (comunidade interna);
    - Pagamento das taxas.

    Investimento: R$50,00 (cinquenta reais), sendo:
    - Taxa regulamentar da UNESP – R$17,00 (dezessete reais);
    - Taxa de R$ 33,00 (trinta e três) reais, referente a gastos de execução do Curso.

    Informações importantes:

    - Inscrições fora do prazo estabelecido neste Edital não serão aceitas.
    - Os valores relativos às taxas não serão devolvidos, cabendo aos inscritos a atenção quanto aos critérios estabelecidos neste Edital.
    - Conforme o Artigo 1º, § 2º, da Resolução UNESP 059/2014, é obrigatória a participação da comunidade externa e, caso não haja inscritos, o curso será cancelado.

  • Mês da Cultura Afro-Brasileira UNESP / São José do Rio Preto – Ibilce

    Date: 2016.10.26 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Boa tarde amig@s do mundo rural!

    Entre 03 e 26 de novembro o NUPE – Núcleo Negro para Pesquisa e Extensão da UNESP em parceria com Comissões e outras instituições desenvolverá: palestras, mesas redondas, mini-curso, exposições, apresentações culturais. Todos os eventos serão certificados conforme a sua carga horária. Vagas limitadas.

    Solicitamos que divulguem em suas redes sociais.

    Informações e inscrições pelo link: http://vivianblanco.wixsite.com/mesdaculturaafrobra

    ***

    Programação

    Data: 03/11/2016 – quinta-feira

    Relatos de Práticas educativas voltadas à promoção da cultura afro-brasileira e ao enfrentamento do racismo

    Horário: 18h30 às 22h

    Local: Local: Auditório A

    UNESP/São José do Rio Preto

    18h – Abertura Cultural

    19h- Mesa de Abertura Oficial (Direção Ibilce, Nupe, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal da Mulher, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia, Conselho Afrobrasileiro de São José do Rio Preto, SESI Rio Preto, Comissão de Artes e Cultura do Ibilce, Mulheres no Plural, Comissão de Direitos Humanos do Ibilce, Movimento Negro de Uchoa, Coletivo negro “Lélia Gonzalez” do Ibilce, NUMUNE -Núcleo de Mulheres Negras – MML, Movimento Mulheres em Luta/São José do Rio Preto.

    19h30 – Contação de história: Conlopes . Performance cultura negra.

    20h15 – Apresentação de projetos escolares voltados à cultura afro-brasileira

    Secretaria da Educação

    Data: 04/11/2016 – sexta-feira

    Relatos de Práticas educativas voltadas à promoção da cultura afro-brasileira e ao enfrentamento do racismo

    Horário: 18h30 às 22h

    Local: Local: Auditório A

    UNESP/São José do Rio Preto

    18h30 -Atividade Cultural – Dança Africana (SESI)

    19h40 – Mesa Redonda: Mulheres Negras

    MSc. Emi Rosane Silistino de Souza, doutorado em Biociências.

    MS. Providence

    20h40 – Apresentação de projetos escolares voltados à cultura afro-brasileira

    3. Exposição de atividades pedagógicas sobre a cultura afro-brasileira

    Data: 31 de outubro a 5 de novembro de 2016

    Local: Saguão de entrada do prédio central

    UNESP/São José do Rio Preto

    Data: 5 de novembro de 2016 (sábado)

    Minicurso: Etnociências e as culturas africanas e afrobrasileiras

    Horário: 8h às 12h

    UNESP/São José do Rio Preto – Anf-I

    Data: 23 de novembro de 2016 (quarta-feira)

    Palestra – África e Brasil: a trajetória do negro na literatura brasileira

    Horário: 19h às 22h

    UNESP/São Jose do Rio Preto – sala a definir

    Data: 26 de novembro de 2016 (sábado)

    Roda de capoeira e debate: Capoeira: do engenho às escola.

    Horário: 10 h às 12h

    UNESP/São José do Rio Preto – Anf – I

    Data: 21 a 30 de novembro de 2016

    Exposição: Escritores Afro-brasileiros Contemporâneos

    Local: Biblioteca do Ibilce

    UNESP/São José do Rio Preto

    Apoio

    Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal da Mulher, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia, Conselho Afro-brasileiro de São José do Rio Preto, Coletivo Negro Ibilce, Comissão de Direitos Humanos do Ibilce, Comissão de Artes e Cultura do Ibilce, Mulheres no Plural, Movimento Negro de Uchoa, Oficina Cultural Fred Navarro, Coletivo Negro “Lélia Gonzalez” do Ibilce, NUMUNE -Núcleo de Mulheres Negras – MML, Movimento Mulheres em Luta/São José do Rio Preto, SESI Rio Preto.

Nuvem de tags

arte naif arte primitiva moderna assentamento assentamento reunidas assentamentos de reforma agrária campanha fechar escola é crime campanha permanente contra o uso de agrotóxicos e pela vida centro de estudos e culturas do mundo rural cooperativismo educar a cidade educação básica educação cooperativa educação cooperativa e novas tecnologias educação do campo educação patrimonial enff fome fábio fernandes villela fábio villela ibilce insegurança alimentar mst mundo rural música caipira música sertaneja orgulho caipira patrimônio agroindustrial patrimônio histórico pedagogia da viola pedagogia da viola caipira prevenção ao bullying escolar proex projeto de extensão promissão - sp reforma agrária rio preto rio preto - sp segurança alimentar sociologia da educação sociologia rural são josé do rio preto - sp trabalho e educação trabalho no século xxi unesp viola caipira

Categorias

Agenda

dezembro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Lista de Links

Tópicos recentes

Pesquisar