• Excursão Didática Horta Mandalla – Ipiguá – SP

    Date: 2016.11.22 | Category: CECMundoRural, Sem categoria | Response: 1

    Resultado de imagem para horta tipo mandala

    Car@s Alun@s da Pedagogia Ibilce/Unesp-Rio Preto, bom dia!

    Estamos organizando uma excursão didática dos alunos da Pedagogia do Ibilce/Unesp – São José do Rio Preto à Horta Mandalla de Ipiguá – SP.

    O que é a Horta Mandalla? Mandala significa círculo mágico, concentração de energia, e é considerada universalmente, como o símbolo da integração e da harmonia. Inspirados nesse conceito, o casal Ceci e Reinaldo criaram em Ipiguá – SP uma horta orgânica em torno de um círculo côncavo de barro rodeado por outros nove círculos com produtos hortifrutigranjeiros, sendo que cada um deles representa um dos planetas do sistema solar. Para quem ainda não conhece uma horta orgânica, a visita irá colocá-lo diante dessa nova realidade concreta.

    Maiores informações sobre a Horta Mandalla você poderá acessar o link:

    https://awebic.com/cultura/horta-organica/

    Haverá um ônibus institucional para a viagem da Unesp-Rio Preto / Horta Mandalla-Ipiguá /Unesp-Rio Preto, no dia 03-12-2016, sábado, em frente ao saguão principal do Ibilce/Unesp-Rio Preto, a partir das 7h:30min., com saída às 8h:00min. Não há custos, somente o participante deverá levar dinheiro se quiser adquirir os produtos da Horta Mandalla.

    A excursão didática será monitorada por companheir@s do Centro de Estudos e Culturas do Mundo Rural. Assim, solicitamos que você confirme sua presença, enviando nome completo, RG e RA para o endereço eletrônico: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br, até no máximo 01-12-2016.

    Programação na Horta Mandalla:

    8 às 9 horas: Chegada e recepção.

    9 às 11:30 horas: Visita monitorada às instalações da Horta Mandalla.

    11:30 horas: Lanche coletivo (o participante deverá levar uma pequena porção de alimentos: bolos, sanduíches, etc., chás, café e/ou suco) para partilhar coletivamente com os participantes.

    12 horas: Retorno para São José do Rio Preto – SP.

    Saudações, Prof. Fábio Villela.

  • Mulheres e Educação do Campo

    Date: 2016.11.13 | Category: CECMundoRural | Response: 2

    Resultado de imagem para bandeira movimento de mulheres campones

    Bandeira do  Movimento de Mulheres Camponesas

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 4 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Mulheres e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * PINASSI, Maria O. O protagonismo das mulheres no MST. In: IV Simpósio Lutas Sociais na América Latina, 2010, Londrina. Anais do IV simpósio Lutas Sociais na América Latina. Londrina: Gepal, 2010. v. 1. p. 125-137.

    * SALVARO, Giovana Ilka Jacinto. Jornadas de trabalho de mulheres e homens em um assentamento do MST. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), Florianópolis, v. 12, n.1, p. 321-330, 2004.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao documentário: “As Sementes” (2015), do diretor Beto Novaes, o qual retrata a história de mulheres que, de diversas maneiras, têm atuado em defesa da agroecologia no Brasil. O documentário é um mergulho nas trajetórias de vida de quatro agricultoras que participam ativamente dos movimentos agroecológicos no Brasil e que se tornaram referências e/ou lideranças sociais e políticas em seus territórios. Este filme mostra o quanto as práticas agroecológicas potencializam a participação das mulheres na unidade produtiva – desde o plantio até a comercialização – propondo relações de gênero igualitárias no campo. Um trabalho de coleta e manejo da natureza que contribui para a soberania alimentar, a preservação da biodiversidade e para o resgate das sementes crioulas.

    Link do documentário no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=CCZcOCcm-9Q

    Bom trabalho, Prof. Fábio Villela.

  • Cultura Ambiental e Educação do Campo

    Date: 2016.11.04 | Category: CECMundoRural | Response: 5

      Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador.

    Entre o milharal (sem data). Óleo sobre tela de Henrique Pinto. Museu Carlos Costa Pinto, Salvador, Portugal.

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Esta é a área para a postagem do módulo 1 do curso: “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre à temática: “Cultura Ambiental e Educação do Campo”, a partir da leitura dos textos da bibliografia do curso proposta:

    * VILLELA, Fábio Fernandes. Cultura ambiental no território caipira: história e saberes tradicionais das mulheres do noroeste paulista. Retratos de Assentamentos. v.19, p.323 – 350, 2016. Disponível em: < http://www.uniara.com.br/nupedor/revista-retratos/ >. Acesso em 05 novembro de 2016.

    * HOLANDA, Sérgio B. Caminhos e fronteiras. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

    * SETUBAL, Maria Alice (Org.). Coleção Terra Paulista: histórias, arte, costumes. São Paulo: Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária/ CENPEC, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 3v.

    Como atividade complementar, os participantes devem assistir ao vídeo sobre a Pedagogia Histórico-Crítica com o Prof. Dermeval Saviani disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Y_1XO11Il94

    Bom trabalho! Prof. Fábio Villela.

  • 1º Feira da Reforma Agrária em São José do Rio Preto – SP

    Date: 2016.10.27 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Em São José do Rio Preto – SP acontece a 1º Feira da Reforma Agrária em frente ao Estádio Anísio Haddad. A feira será na sexta-feira, dia 28-10 (a partir das 16:00h) e no sábado, 29-10 (das 8:00h as 18:00h). Agricultores da região mostram a diversidade brasileira no campo, com itens saudáveis e sem veneno. Um dos objetivos é dar visibilidade à produção de acampamentos e assentamentos de reforma agrária, que costuma não ter espaço na cidade e na mídia tradicional. Até lá, Fábio Villela.

  • Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Date: 2016.10.26 | Category: CECMundoRural | Response: 1

    Boa tarde amig@s do mundo rural! Tudo bem?

    Convite a tod@s para o curso de extensão “Território Caipira: Uma Civilização do Milho”. Segue abaixo informações detalhadas sobre o curso.

    Até lá, Prof. Fábio Villela.

    ***

    Curso de Extensão: Território Caipira: Uma Civilização do Milho

    Objetivo: O principal objetivo do curso é oferecer à comunidade em geral e aos alunos do Ibilce/Unesp a possibilidade de adquirir novos conhecimentos na área de educação do campo. Os objetivos do curso são propiciar meios para analisar as questões teóricas relativas à cultura ambiental e a educação do campo, fornecendo aos interessados o instrumental histórico-crítico necessário para a abordagem dos problemas enfrentados neste âmbito disciplinar.

    Vagas: 40 (quarenta vagas), sendo 4 (quatro) reservadas a alunos de Cursos de Graduação da UNESP.

    Carga horária: 42 (quarenta e duas) horas: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã e 26 (vinte e seis) horas a distância.

    Docente Coordenador: Prof. Dr. Fabio Fernandes Villela – Departamento de Educação – IBILCE/UNESP.

    Público alvo: Comunidade em geral, alunos de Pedagogia Ibilce/Unesp e alunos do Ibilce/Unesp.

    Unidade: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE/UNESP, Câmpus: São José do Rio Preto

    Conteúdo:

    1. Cultura Ambiental e Educação do Campo (Equipe: Fábio Villela).
    1.1. Educação do campo.
    1.2. Cultura ambiental e desenvolvimento sustentável.
    1.3. Território caipira: construção social e identidade cultural do noroeste paulista.
    1.4. Elevação de escolaridade associada à qualificação social e profissional.
    1.5. Possibilidades de inclusão produtiva do território caipira.
    1.6. Território caipira: uma civilização do milho.

    2. Manejo da Cultura do Milho (Equipe: Oliver Blanco).
    2.1. Importância da cultura e custos da produção.
    2.2. O milho em um sistema de rotação de culturas.
    2.3. Manejo da calagem e adubação.
    2.4. Cultivares e semeadura.
    2.5. Manejo de invasoras, insetos, pragas e doenças.
    2.6. Colheita, secagem e armazenamento.

    3. Agricultura Familiar e Agroecologia (Equipe: Ceci Bonito).
    3.1. Gestão e organização da agricultura familiar.
    3.2. Desenvolvimento sustentável e agricultura familiar.
    3.3. Agricultura familiar no contexto do desenvolvimento rural sustentável.
    3.4. Horta orgânica tipo Mandala.
    3.5. Produção de base agroecológica da Horta Mandalla de Ipiguá-SP.
    3.6. Estudo do meio.

    4. Mulheres e Educação do Campo (Equipe: Danielle Volpian).
    4.1. Discussão de gênero (contexto histórico)
    4.2. Reinvindicações das mulheres, movimento feminista
    4.3. Relações de gênero no campo, e a realidade das mulheres
    4.4. Educação do campo e setor de gênero
    4.5. Empoderamento feminino e agroecologia
    4.6. Dinâmica / mística

    Local; período de realização e horários:

    - Laboratório de Ensino da Pedagogia do IBILCE/UNESP e Horta Mandalla em Ipiguá/SP.

    - De 05/11/2016 a 17/12/2016.

    Horário: 16 (dezesseis) horas presenciais, 4 (quatro) sábados pela manhã (8:00h as 12:00h, no Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP) e 26 (vinte e seis) horas a distância (Ead).

    - Aulas do Módulo Presencial (P): 05/11; 12/11; 03/12 e 10/12 de 2016 (Laboratório de Ensino da Pedagogia e Horta Mandalla em Ipiguá – SP).

    - Aulas do Módulo Educação à Distância (Ead): Blog de Aula – Centro Virtual de Estudos de Culturas do Mundo Rural: 14/11 a 16/12 de 2016.

    - Entrega do Relatório Final: 17/12/2016.

    Período de inscrição:

    Comunidade externa: de 17/10 a 24/10/2016.
    Comunidade interna: de 25/10 a 04/11/2016.

    Local de Seção Técnica de Comunicações do IBILCE/UNESP. Rua Cristóvão inscrição: Colombo, 2265. Jd. Nazareth. São José do Rio Preto/SP. Dias e horários para inscrição: de 2ª a 6ª feira (exceto feriados), das 09h às 11h e das 14h às 16h.

    Mais informações: Telefones (17) 3221-2318 (Coordenador) e 3221-2320 (Departamento de Educação). E-mail: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br

    Documentos necessários para inscrição:

    - Preenchimento da ficha de inscrição;
    - Xerox do documento de identidade;
    - Ser parte do “Público Alvo”;
    - Apresentar comprovante de matrícula no curso de graduação do IBILCE/UNESP (comunidade interna);
    - Pagamento das taxas.

    Investimento: R$50,00 (cinquenta reais), sendo:
    - Taxa regulamentar da UNESP – R$17,00 (dezessete reais);
    - Taxa de R$ 33,00 (trinta e três) reais, referente a gastos de execução do Curso.

    Informações importantes:

    - Inscrições fora do prazo estabelecido neste Edital não serão aceitas.
    - Os valores relativos às taxas não serão devolvidos, cabendo aos inscritos a atenção quanto aos critérios estabelecidos neste Edital.
    - Conforme o Artigo 1º, § 2º, da Resolução UNESP 059/2014, é obrigatória a participação da comunidade externa e, caso não haja inscritos, o curso será cancelado.

  • Mês da Cultura Afro-Brasileira UNESP / São José do Rio Preto – Ibilce

    Date: 2016.10.26 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Boa tarde amig@s do mundo rural!

    Entre 03 e 26 de novembro o NUPE – Núcleo Negro para Pesquisa e Extensão da UNESP em parceria com Comissões e outras instituições desenvolverá: palestras, mesas redondas, mini-curso, exposições, apresentações culturais. Todos os eventos serão certificados conforme a sua carga horária. Vagas limitadas.

    Solicitamos que divulguem em suas redes sociais.

    Informações e inscrições pelo link: http://vivianblanco.wixsite.com/mesdaculturaafrobra

    ***

    Programação

    Data: 03/11/2016 – quinta-feira

    Relatos de Práticas educativas voltadas à promoção da cultura afro-brasileira e ao enfrentamento do racismo

    Horário: 18h30 às 22h

    Local: Local: Auditório A

    UNESP/São José do Rio Preto

    18h – Abertura Cultural

    19h- Mesa de Abertura Oficial (Direção Ibilce, Nupe, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal da Mulher, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia, Conselho Afrobrasileiro de São José do Rio Preto, SESI Rio Preto, Comissão de Artes e Cultura do Ibilce, Mulheres no Plural, Comissão de Direitos Humanos do Ibilce, Movimento Negro de Uchoa, Coletivo negro “Lélia Gonzalez” do Ibilce, NUMUNE -Núcleo de Mulheres Negras – MML, Movimento Mulheres em Luta/São José do Rio Preto.

    19h30 – Contação de história: Conlopes . Performance cultura negra.

    20h15 – Apresentação de projetos escolares voltados à cultura afro-brasileira

    Secretaria da Educação

    Data: 04/11/2016 – sexta-feira

    Relatos de Práticas educativas voltadas à promoção da cultura afro-brasileira e ao enfrentamento do racismo

    Horário: 18h30 às 22h

    Local: Local: Auditório A

    UNESP/São José do Rio Preto

    18h30 -Atividade Cultural – Dança Africana (SESI)

    19h40 – Mesa Redonda: Mulheres Negras

    MSc. Emi Rosane Silistino de Souza, doutorado em Biociências.

    MS. Providence

    20h40 – Apresentação de projetos escolares voltados à cultura afro-brasileira

    3. Exposição de atividades pedagógicas sobre a cultura afro-brasileira

    Data: 31 de outubro a 5 de novembro de 2016

    Local: Saguão de entrada do prédio central

    UNESP/São José do Rio Preto

    Data: 5 de novembro de 2016 (sábado)

    Minicurso: Etnociências e as culturas africanas e afrobrasileiras

    Horário: 8h às 12h

    UNESP/São José do Rio Preto – Anf-I

    Data: 23 de novembro de 2016 (quarta-feira)

    Palestra – África e Brasil: a trajetória do negro na literatura brasileira

    Horário: 19h às 22h

    UNESP/São Jose do Rio Preto – sala a definir

    Data: 26 de novembro de 2016 (sábado)

    Roda de capoeira e debate: Capoeira: do engenho às escola.

    Horário: 10 h às 12h

    UNESP/São José do Rio Preto – Anf – I

    Data: 21 a 30 de novembro de 2016

    Exposição: Escritores Afro-brasileiros Contemporâneos

    Local: Biblioteca do Ibilce

    UNESP/São José do Rio Preto

    Apoio

    Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal da Mulher, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia, Conselho Afro-brasileiro de São José do Rio Preto, Coletivo Negro Ibilce, Comissão de Direitos Humanos do Ibilce, Comissão de Artes e Cultura do Ibilce, Mulheres no Plural, Movimento Negro de Uchoa, Oficina Cultural Fred Navarro, Coletivo Negro “Lélia Gonzalez” do Ibilce, NUMUNE -Núcleo de Mulheres Negras – MML, Movimento Mulheres em Luta/São José do Rio Preto, SESI Rio Preto.

  • Excursão Didática 2016: Escola Nacional Florestan Fernandes – ENFF

    Date: 2016.07.08 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    074

    (Escola Nacional Florestan Fernandes  – ENFF  Guararema – São Paulo – SP – Brasil)

    Bom Dia Querid@s Alun@s! Tudo bem?

    Situada em Guararema (a 70 km de São Paulo), a Escola Nacional Florestan Fernandes foi construída, entre os anos 2000 e 2005, graças ao trabalho voluntário de pelo menos mil trabalhadores sem terra e simpatizantes. Nos cinco primeiros anos de sua existência, passaram pela escola 16 mil militantes e quadros dos movimentos sociais do Brasil, da América Latina e da África. Não se trata, portanto, de uma “escola do MST”, mas de um patrimônio de todos os trabalhadores comprometidos com um projeto de transformação social. Entretanto, no momento em que o MST é obrigado a mobilizar as suas energias para resistir aos ataques implacáveis dos donos do capital, a escola torna-se carente de recursos.  Nós não podemos permitir, sequer tolerar a ideia de que ela interrompa ou sequer diminua o ritmo de suas atividades.

    A escola oferece cursos de nível superior, ministrados por mais de 500 professores, nas áreas de Filosofia Política, Teoria do Conhecimento, Sociologia Rural, Economia Política da Agricultura, História Social do Brasil, Conjuntura Internacional, Administração e Gestão Social, Educação do Campo e Estudos Latino-americanos. Além disso, cursos de especialização, em convênio com outras universidades (por exemplo, Direito e Comunicação no campo).

    O acervo de sua biblioteca, formado com base em doações, conta hoje com mais de 40 mil volumes impressos, além de conteúdos com suporte em outros tipos de mídia. Para assegurar a possibilidade de participação das mulheres, foram construídas creches (as cirandas), onde os filhos permanecem enquanto as mães estudam.

    Página Facebook da ENFF:

    https://www.facebook.com/pages/ENFF-Escola-Nacional-Florestan-Fernandes/407714382684863

    Vídeo sobre a ENFF no Youtube:

    https://www.youtube.com/watch?v=5HfY1jbaifc

    Vídeo sobre os Sem Terrinhas:

    https://www.youtube.com/watch?v=CQF6a838wD0

    A Mística do MST:

    https://www.youtube.com/watch?v=oTsAMvffccE

    Segue abaixo o informe e programação da excursão didática à Escola Nacional Florestan Fernandes  – ENFF. Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    ***

    Car@s Alun@s da Pedagogia Ibilce/Unesp-Rio Preto,

    Estamos organizando a excursão didática dos alunos da Pedagogia e Letras do Ibilce/Unesp – São José do Rio Preto à Escola Nacional Florestan Fernandes, [ data a ser definida ].

    Para quem ainda não conhece esse projeto, a visita vai colocá-lo diante de uma nova realidade concreta, construída, de forma voluntária e coletiva, pelos próprios alunos, que aponta para um futuro no qual a dignidade do ser humano não será mais privilégio de poucos.

    Além disso, você vai compreender que a Escola não é um projeto acabado, é um projeto em construção e sua visita tem também a intencionalidade de convidá-l@ a participar dessa construção. Sem você, sem todos nós, esse projeto não é possível.

    A despesa do aluno será de R$ 25,00, valor repassado para a ENFF para contemplar custos com café da manhã e almoço.

    Haverá um ônibus para a viagem da Unesp/Rio Preto-ENFF-Unesp/Rio Preto, [ data a ser definida ], em frente ao saguão principal do Ibilce/Unesp-Rio Preto.

    A excursão didática será monitorada por companheir@s da ENFF e do NARA-RP (Núcleo de Ação pela Reforma Agrária de São José do Rio Preto). Assim, solicitamos que você confirme sua presença, enviando nome completo e RG para o endereço eletrônico: fabio@fabiofernandesvillela.pro.br, até [ data a ser definida ].

    Programação na ENFF:

    8 às 9 horas:  Chegada, recepção e café

    9 às 12 horas:  Exibição do vídeo “ENFF – Uma Escola em Construção”, Apresentação do projeto da ENFF e da Associação dos Amigos da ENFF, Debate

    12 às 13 horas:  Almoço

    13 às 14 horas:  Visita monitorada às instalações da ENFF.

    14 às 15 horas:  Momento de solidariedade, depoimentos e mística de encerramento (coordenado pelos companheir@s do NARA-RP – Núcleo de Ação pela Reforma Agrária de São José do Rio Preto – SP).

    16 horas:  Retorno para São José do Rio Preto – SP.

    ***

    Seja um sócio da Associação de Amigos da Escola Nacional Florestan Fernandes.

    Rua da Abolição nº 167 – Bela Vista

    São Paulo – SP – Brasil – CEP 01319-030

    Telefone: (11) 3105-0918

    Celular: (11) 99454-9030

    Email: associacao@amigosenff.org.br

  • 4º Congresso de Educação de Jovens e Adultos UNESP

    Date: 2016.06.27 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s da Educação de Jovens e Adultos – EJA!

    Convidamos a tod@s para o  4º Congresso de Educação de Jovens e Adultos UNESP: Educação de Jovens e Adultos no Século XXI: Demandas, Políticas e Práticas, Unesp – São José do Rio Preto – 26 a 28 de setembro de 2016. Local: Auditório C, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE, Universidade Estadual Paulista – Júlio de Mesquita Filho – UNESP, Rua Cristóvão Colombo, 2265 – Jd.Nazareth – Fone (17) 3221-2318 – CEP. 15054-000 – São José do Rio Preto – SP.

    Segue abaixo as informações. Até lá, Prof. Fábio Villela.

    1 – O Congresso

    O Projeto de Educação de Jovens e Adultos (PEJA) foi criado na UNESP no ano de 2000, na época vinculado ao Programa UNESP de Integração Social Comunitária, da Pró-Reitoria de Extensão Universitária – PROEX, com o objetivo de estabelecer uma política pública para a educação de jovens e adultos, buscando parcerias comunitárias locais e visando à contribuição de recursos para a formação de cidadãos – leitores críticos e participativos, bem como a de professores com a visão de “Educadores Populares”.

    Atualmente o PEJA é desenvolvido em oito Campus Universitários da UNESP, Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro e São José do Rio Preto contanto com  recursos humanos e materiais para envolvimento com os trabalhos que viabilizem atingir os objetivos do mesmo.

    No ano de 2010, o PEJA completa 10 anos e na época foi realizado o 1º Congresso de Educação de Jovens e Adultos, sediado no Campus de Marília com o objetivo de oportunizar um espaço para discussão dos avanços que o PEJA e demais pesquisadores e extensionistas da área da EJA alcançaram nas últimas décadas.

    Os resultados deste primeiro congresso conduziram a realização de uma nova edição no ano de 2012, agora acolhido no Campus de Rio Claro. Nesta edição os objetivos propostos no congresso anterior tiveram continuidade culminando com a proposição da realização desta terceira versão no ano de 2014, agora no Campus de Bauru.

    O 3º Congresso aconteceu nos dias 12, 13 e 14 de setembro de 2014, promovido pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (UNESP), campus de Bauru. Neste ano de 2016 ocorrerá o 4º Congresso de Educação de Jovens e Adultos na Unesp de São José do Rio Preto. Este evento busca promover o debate teórico, critico e cultural da Educação de Jovens e Adultos entre docentes, discentes, funcionários, administradores e pesquisadores educacionais, propiciando sua troca de experiências e contato interpessoal.

    As reflexões propostas durante o evento em formato de mesas redondas, conferências, minicursos, apresentação de trabalhos e atividades culturais colocam em questão a educação de jovens e adultos no século XXI, com suas demandas, políticas e práticas.

    Desejamos a todos um ótimo Congresso! Comissão Organizadora.

    2 – Programação

    26/09/2016 – Segunda-Feira

    8h30 – Credenciamento / Entrega de Material (Local: Auditório C)

    12h – Almoço (Local: Adunesp)

    14h – MESA DE ABERTURA (Local: Auditório C)

    Profª. Drª. Maria Tercília Vilela de Azeredo Oliveira (Diretora do IBILCE / UNESP / Rio Preto) e Prof. Dr. Julio César Torres (Coordenador do Curso de Pedagogia do IBILCE / UNESP / Rio Preto)

    Coordenação: Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela (UNESP / Rio Preto)

    14h30 – CONFERÊNCIA DE ABERTURA (Auditório C)

    Tema: Educação de Jovens e Adultos no Século XXI: Demandas, Políticas e Práticas

    Palestrantes: Profa. Dra. Telma Antonia Marques Vieira (Secretária de Educação / SME / São José do Rio Preto)

    Coordenação: Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela

    16h – Café e Apresentação Cultural (Local: Adunesp)

    16h30 – MESA REDONDA 1 (Local: Auditório C)

    Tema: A Extensão Universitária e a Educação de Jovens e Adultos

    Palestrantes: Profa. Dra. Mariângela Spotti Lopes Fujita (Pró-Reitora Extensão Universitária – PROEX / UNESP) e Coordenadores do PEJA – UNESP (Presidente Prudente, Marília, Assis, São José do Rio Preto, Rio Claro, Araraquara e Bauru)

    19h – Jantar (Local: Adunesp)

    20h – COLÓQUIO PIBID (Auditório C)

    Tema: Avanços na Relação Escola Pública Universidade

    Mediação: Prof. Dr. Francisco José Carvalho Mazzeu (FCL/ UNESP / Araraquara)

    27/09/2016 – Terça-Feira

    8h – Oficinas / Mini-Cursos (Local: a definir)

    10h – Café (Local: Adunesp)

    10h30 – MESA REDONDA 2 (Local: Auditório C)

    Tema: A Centralidade do Trabalho na Educação de Jovens e Adultos

    Palestrantes: Profa. Dra. Maria Peregrina de Fátima Rotta Furlanetti (UNESP / Presidente Prudente) e Profª. Drª. Jarina Rodrigues Fernandes (UFSCar)

    Mediação: Prof. Dr. Francisco José Carvalho Mazzeu (FCL/ UNESP / Araraquara)

    13h – Apresentação de Trabalhos – Comunicação Oral

    15h:30 – Café (Local: Adunesp)

    16h – Apresentação de Trabalho – Comunicação Oral

    19h – Jantar (Local: Adunesp)

    20h – Apresentação de Pôster (Local: Adunesp)

    21h- Atividade Cultural / Lançamento de Livros (Auditório C)

    28/09/2016 – Quarta-Feira

    7h30 – Café da Manhã (Local: Adunesp)

    8h30 – MESA REDONDA 3 (Local: Auditório C)

    Tema: Caminhos e Desafios da Formação de Educadores de Jovens e Adultos

    Palestrantes: Profª. Drª. Roseli Rodrigues de Mello e Prof. Dr. Leôncio José Gomes Soares (UFMG)

    Mediação: Profª. Drª. Maria Rosa Rodrigues Martins de Camargo

    10h – Café (Local: Adunesp)

    10h30 – Apresentação de Vídeos e Produções sobre a EJA (Local: Auditório C)

    12h – Almoço (Local: Adunesp)

    13h30 – Apresentação Cultural / Lançamento de Livros (Local: Auditório C)

    14h – CONFERÊNCIA DE ENCERRAMENTO (Local: Auditório C)

    Tema: As Noites da Ditadura e os Dias de Utopia… o Exílio, a Educação e os Percursos de Elza Freire

    Palestrante: Profª. Drª. Nima Imaculada Spigolon (FE / UNICAMP)

    Mediação: Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela (IBILCE / UNESP / S. J. Rio Preto)

    16h – Avaliação e definição do local do 5º Congresso de Educação de Jovens e Adultos

    16h30 – Café (Local: Adunesp)

    OBS. Programação sujeita a alterações.

    3 – Normas para envio de trabalho

    Prazo para inscrição com submissão de trabalhos: até 15 de agosto 2016.

    Durante o 4º Congresso de Educação de Jovens e Adultos da UNESP podem ser apresentados resultados de pesquisas em andamento ou concluídas e/ou relatos de experiências pedagógicas que tenham como temática central a educação de jovens e adultos.

    Poderão inscrever trabalhos: docentes, profissionais, alunos de graduação e de pós-graduação.

    Cada participante inscrito no Congresso poderá submeter um trabalho como autor principal e até dois trabalhos como co-autor para avaliação da Comissão Científica. A submissão de trabalhos está condicionada à prévia inscrição no evento.

    Os trabalhos podem ser inscritos para a apresentação em sessões de comunicação oral, pôster ou vídeo de até 10 minutos. O mesmo autor pode inscrever trabalho em mais de uma modalidade.

    Será fornecido certificado online de participação somente aos autores que estiverem inscritos no evento e seus trabalhos apresentados.

    Os trabalhos, devidamente identificados, deverão ser enviados para o e-mail congressoeja2016@gmail.com junto com a ficha de inscrição devidamente preenchida.

    O Assunto da mensagem deve estar assim nomeado “Inscrição_Nome_do_Congressista” e no corpo da mensagem deve constar o(s) Título do(s) trabalho(s) em anexo e os respectivos co-autores (quando houver).

    Para a apresentação em comunicação oral, salvar o arquivo em formato (.doc) assim nomeado: “Comunicação_Título_do_trabalho_Nome do 1º autor”

    Para a apresentação em pôster, salvar o arquivo em formato (.doc) assim nomeado: “Poster_Título_do_Pôster_Nome do 1º autor”

    Para a apresentação de vídeo, salvar o arquivo em um dos formatos que contam nestas orientações, assim nomeado: “Video_Título_do_Vídeo_Nome do 1º autor”. Enviar pelo GoogleDrive e compartilhar.

    Para envio do resumo do vídeo, salvar o arquivo em formato (.doc) assim nomeado: “Resumo_video_Título_do_vídeo”

    A relação dos trabalhos aprovados estará disponível no site do evento a partir do dia 15 de agosto de 2016.

    Normas para apresentação de comunicação oral e/ou pôster

    Os textos completos encaminhados deverão ser formatados nas normas da ABNT e serão submetidos à avaliação da Comissão Científica que decidirá sobre sua aceitação segundo os critérios de pertinência e qualidade.

    A Comissão Científica encarregar-se-á de organizar as mesas para apresentação sob a forma de comunicação oral ou exposição sob a forma de pôsteres, reunindo trabalhos de temas correlatos. Cada mesa contará com um Coordenador.

    O texto deverá conter entre 8 e 15 páginas, com as seguintes especificações:

    a. Papel tamanho A4;

    b. Margem superior e inferior com 2,5 cm;

    c. Margem esquerda e direita com 3,0 cm;

    d Fonte: Times New Roman;

    e. Tamanho 12 cm;

    f. Espaçamento entre linhas: 1,5 cm;

    g. As páginas deverão ser numeradas na parte superior da folha, à direita;

    h. O título do trabalho deverá ser escrito com fonte maiúscula, em negrito, e alinhamento centralizado;

    i. Após o título do trabalho, contando dois espaços, deve-se inserir, em alinhamento à direita, o(s) nome(s) do autor(es) e co- autor(es), sublinhando o nome do apresentador do trabalho. Indicar a instituição de origem do autor e o correio eletrônico.

    j. Após o(s) nome(s) do autor(es), contando dois espaços, deve-se inserir o resumo do trabalho contendo: introdução, desenvolvimento, principais resultados ou conclusões e palavras-chave (entre três a cinco palavras). Os resumos deverão ser digitados em espaço simples, tamanho de letra 10, com até 1.300 caracteres (com espaço), sem citações e referências, alinhamento justificado, em bloco único de texto, sem parágrafo e linhas em branco.

    k. Após o resumo, contando dois espaços, deve-se inserir o texto na integra, sem a utilização de notas de rodapé, com alinhamento justificado. As citações contidas no interior do texto, bem como as referências deverão estar em consonância com a NBR - 6023/2002. Quadros, tabelas, gráficos, figuras (fotografia ou desenho) indicadas no texto deverão estar dispostas no final do texto antes das referências com indicação da fonte, quando houver.

    Os textos e resumos aprovados pelo comitê científico serão publicados nos ANAIS do Congresso.

    Atenção: Os trabalhos deverão passar por uma rigorosa revisão de português e atender às normas da NBR - 6023/2002. Não serão aceitos trabalhos incompletos ou fora das especificações.

    Condições para apresentação da Comunicação Oral e/ou Pôsteres

    a) Retratar a Educação de Jovens e Adultos;

    b) Apresentar resultados parciais ou finais de pesquisas ou ainda relatos de experiências;

    c) Ter no máximo três autores;

    d) Estar formatado nas normas da ABNT.

    Estrutura gráfica dos pôsteres:

    Os pôsteres deverão conter os seguintes itens: título, nome(s) do(s) expositor(es) e da(s) instituição(ões), introdução, problema/questões, objetivos, metodologia, resultados e/ou conclusões.

    A medida do pôster não deve ultrapassar 1,20m de altura e 0,90m de largura.

    É de responsabilidade do autor participante trazer o pôster impresso para ser afixado quando aprovado.

    Ficará a cargo do Comitê Científico decidir sobre aceitação ou não dos pôsteres bem como a organização das sessões de apresentação, sendo que não serão aceitos pôsteres que estiverem fora da especificação indicada.

    Avaliação dos trabalhos de comunicação oral e pôsteres:

    Os trabalhos enviados serão avaliados pela Comissão Científica do evento, que considerará a relevância e a pertinência do trabalho proposto com a temática do evento.

    A avaliação das propostas de comunicação oral e pôster irão considerar os seguintes critérios:

    1- Interlocução e contribuições para a Educação de Jovens e Adultos;
    2- Coerência com os objetivos propostos;
    3- Considerações ou conclusões coerentes com o desenvolvimento do trabalho;

    ATENÇÃO: Não serão avaliados trabalhos que não atenderem aos critérios de formatação, principalmente limite de páginas.

    4 – Inscrições

    Orientações Importantes

    a) A opção de inscrição com hospedagem e alimentação é exclusiva do participante.

    b) Os valores referem-se a inscrição de um único congressista, para os 3 dias do Congresso.

    c) Caso o congressista tenha inscrito trabalho (comunicação oral, pôster ou vídeo) deverá obrigatoriamente preencher a segunda folha desta ficha de inscrição.

    d) O pagamento da inscrição deve ser feito por meio de deposito bancário no Banco do Brasil, Agencia: 5801 – 7, Conta Corrente: 14 687 – 0, Titular: Fábio Fernandes Villela

    e) O comprovante de depósito deverá ser escaneado/digitalizado ou fotografado.

    f) Após preencher, esta ficha deverá ser enviada para o e-mail: congressoeja2016@gmail.com juntamente com o comprovante de deposito de pagamento de inscrição digitalizado.

    DADOS CADASTRAIS

    Nome:

    Instituição/Escola:

    e-mail :

    Tel: Celular  /  Residencial  /  Comercial:

    Endereço:

    Cidade: Estado: CEP:

    OPÇÃO DE INSCRIÇÃO

    Estudantes (Grad e Pós): R$ 30,00

    Professores da Educação Básica: R$ 60,00

    Professores Universitários e demais interessados: R$ 90,00

    Trabalhos Inscritos

    Preencher os dados abaixo com o título do trabalho e nome completo dos autores sem abreviações. Conferir, pois o certificado será gerado a partir dos dados informados.

    O mesmo congressista pode apresentar mais de um trabalho em quaisquer modalidades.

    Para aceite do trabalho é preciso que pelo menos um autor esteja inscrito no congresso.

    Se necessário, incluir mais linhas.

    COMUNICAÇÃO ORAL

    Trabalho 1:

    Autor(es):

    Trabalho 2:

    Autor(es):

    PÔSTER

    Pôster  1:

    Autor(es):

    Pôster  2:

    Autor(es):

    Os trabalhos aprovados estarão disponíveis para consulta a partir de 15 de agosto de 2016

    5 – Comissões

    Comissão Organizadora

    Antonio Francisco Marques (Unesp – Bauru)
    Eliana Marques Zanata (Unesp – Bauru)
    José Carlos Miguel (Unesp – Marília)
    Fábio Fernandes Villela (Unesp – S. J. Rio Preto)
    Francisco José Carvalho Mazzeu (Unesp – Araraquara)
    Onaide Schwartz Correa de Mendonça (Unesp – Presidente Prudente)

    Maria Rosa Rodrigues Martins de Camargo (Unesp – Rio Claro)
    Ronaldo Cardoso Alves  (Unesp – Assis)

    Comissão Científica

    Ana Maria L. Daiben (Unesp – Bauru)
    Antonio Francisco Marques (Unesp – Bauru)
    Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto (Unesp-Marília)

    Fábio Fernandes Villela (Unesp – S. J. Rio Preto)
    Eliana Marques Zanata (Unesp – Bauru)

    Francisco José Carvalho Mazzeu (Unesp – Araraquara)
    Jarina Fernandes (UFSCar)

    José Carlos Miguel (Unesp-Marília)
    José Misael Ferreira do Vale (Unesp – Bauru)
    Loriza Lacerda de Almeida (Unesp – Bauru )
    Luciana Ponce Belido (UNESP – Araraquara)

    Luiz Gonzaga Gonçalves (UFPB)

    Maria Júlia Canazza Dal-Acqua (Unesp – Araraquara)
    Maria Peregrina de Fátima Rotta Furlanetti (Unesp – Presidente Prudente)
    Maria Rosa Rodrigues Martins de Camargo (Unesp – Rio Claro)

    Onaide Schwartz Correa de Mendonça (Unesp – Presidente Prudente)
    Poliana Santos Camargo (UNICAMP)

    Poliana S. A. Santos Camargo (USC – Universidade do Sagrado Coração e UNICAMP)

    Ronaldo Cardoso Alves  (Unesp – Assis)
    Tânia Sueli Antonelli Marcelino Brabo (Unesp-Marília)
    Vandeí Pinto da Silva (Unesp-Marília)

    6 – Apoio

    BLOG A PÁGINA DA VIDA Sidinei Ribeiro – www.apaginadavida.blogspot.com CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Cantina do Gil – Ibilce – Unesp – São José do Rio Preto – SP FAPERP – Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto – SP GEPEC – UFSCar – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Universidade Federal de São Carlos – SP GEPEDOC – UNESP- Rio Preto – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo da Unesp de S. José do Rio Preto – SP HISTEDBR – Grupo de Estudos e Pesquisas sobre História, Sociedade e Educação no Brasil – Faculdade de Educação, UNICAMP ICLS – Instituto Cultural Lyndolpho Silva PEJA – Projeto Unesp de Educação de Jovens e Adultos, UNESP – Campus São José do Rio Preto – SP PROEX – Pró-Reitoria de Cultura e Extensão, UNESP PROPE – Pró-Reitoria de Pesquisa, UNESP PROGRAD – Pró-Reitoria de Graduação, UNESP RET – Rede de Estudos do Trabalho UFSCar – Universidade Federal de São Carlos – SP UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – SP USP – Universidade de São Paulo, Campus de Ribeirão Preto – SP.

  • Congresso de Formação de Professores: de 11 a 13 Abril de 2016

    Date: 2016.04.10 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    (O Homem do Futuro, 1933, Paul Klee).

    Bom dia Amig@s do Mundo Rural! Tudo bem?

    Convido a tod@s para o  III Congresso Nacional de Formação de Professores (CNFP) e o XIII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores (CEPFE) que serão realizados em Águas de Lindóia/SP, no período de 11 a 13 de abril de 2016. O tema central é “Profissão de Professor: cenários, tensões e perspectivas”.  A realização é da Pró-reitoria de Graduação da Unesp. Destaco o minicurso sobre este blog de aula Centro Virtual de Estudos e Culturas do Mundo Rural, especialmente utilizado para desenvolver tópicos da área de educação cooperativa para alunos, em situação de bullying escolar, regularmente matriculados em escolas de São José do Rio Preto – SP.

    Website do congresso:

    http://www.geci.ibilce.unesp.br/logica_de_aplicacao/site/index_1.jsp?id_evento=64

    Saudações, Prof. Fábio Villela.

  • 1° Feira Nacional da Reforma Agrária

    Date: 2015.10.22 | Category: CECMundoRural | Response: 0

    Bom dia amig@s do mundo rural!

    Estamos divulgando a 1° Feira Nacional da Reforma Agrária. Segue abaixo a chamada e um vídeo no youtube. Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

    ***

    1° Feira Nacional da Reforma Agrária

    De 22 a 25/10, mais de 500 agricultores de 23 estados mais o Distrito Federal estarão presentes na 1° Feira Nacional da Reforma Agrária no Parque da Água Branca, em São Paulo.

    A população paulistana terá acesso a toneladas de alimentos a preços populares, produzidos nas áreas de assentamentos da Reforma Agrária de todas as regiões do país.

    Além da feira, quem vier ao Parque encontrará também uma vasta programação, com shows, intervenções culturais, seminários e uma Praça de Alimentação com comidas típicas de cada região.

    A Feira também é uma oportunidade de estreitar o diálogo entre a população do campo e da cidade, mostrando a importância da Reforma Agrária na produção de alimentos saudáveis para a mesa do povo brasileiro.

    Vídeo no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=mf1REPzfqOo&feature=youtu.be

Nuvem de tags

arte naif arte primitiva moderna assentamento assentamento reunidas assentamentos de reforma agrária campanha fechar escola é crime campanha permanente contra o uso de agrotóxicos e pela vida centro de estudos e culturas do mundo rural cooperativismo educar a cidade educação básica educação cooperativa educação cooperativa e novas tecnologias educação do campo educação patrimonial enff fome fábio fernandes villela fábio villela ibilce insegurança alimentar mst mundo rural música caipira música sertaneja orgulho caipira patrimônio agroindustrial patrimônio histórico pedagogia da viola pedagogia da viola caipira prevenção ao bullying escolar proex projeto de extensão promissão - sp reforma agrária rio preto rio preto - sp segurança alimentar sociologia da educação sociologia rural são josé do rio preto - sp trabalho e educação trabalho no século xxi unesp viola caipira

Categorias

Agenda

dezembro 2016
S T Q Q S S D
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Lista de Links

Tópicos recentes

Pesquisar